Casamento à vista: saiba como se planejar financeiramente | Blog ATIVA
Educação Financeira

Casamento à vista: saiba como se planejar financeiramente

Casamento é um passo muito importante e para tornar o sonho realidade é preciso um planejamento criterioso. Antes mesmo de decidir a data, o casal precisa definir como organizarão as finanças.

O planejamento de um casamento não pode considerar apenas os desejos e sonhos dos noivos. Senão, o que era para ser uma data especial se transforma em um pesadelo de investimentos mal planejados – e prejuízos.

Mesmo que seja realizada de forma simples, a cerimônia demanda inúmeros gastos, ainda tem a casa nova, custos com cartório e outros documentos. Tudo isso exige uma boa organização por parte do casal.

A primeira coisa a ser feita é estipular um teto para seus investimentos. Quanto cada um pode investir considerando festa, roupa, viagem de lua de mel, casa nova, etc. Conversem e definam quanto cada um irá investir, organizem tudo em planilha e cumpram o acordado.

Criar uma conta conjunta para esses gastos em comum pode ser uma boa solução de organização. Com seu teto definido, comece a planejar tudo mantendo os pés no chão e lembre-se de ter sempre uma reserva para emergências. Não será nada positivo iniciar a vida de casado afundado em dívidas.

 

Dicas de investimentos

Para quem deseja ter uma festa de casamento, o ideal é começar o planejamento com 1 ou 2 anos de antecedência. Dessa forma, tudo pode ser parcelado de maneira mais suave. Até porque os fornecedores do dia da festa vão quer tudo quitado antes do seu evento.

Vá fazendo uma reserva e aplique em investimentos para garantir uma segurança maior na vida a dois. Além disso, vocês poderão poupar para a compra de um carro novo, imóvel ou até para a viagem de lua mel. Com a consultoria da ATIVA, você pode escolher o mais adequado ao seu perfil.

 

Aluguel ou Compra de Imóvel

Talvez um dos maiores dilemas seja tomar essa decisão entre comprar ou alugar um imóvel. Até porque estão incutidas em nossa sociedade as ideias de que “quem casa quer casa”. Mas, é fundamental avaliar o cenário dos juros da economia. A casa própria é, geralmente, a despesa mais elevada que a gente faz ao longo da vida. Muitas vezes, um compromisso financeiro que dura até três décadas.

Claro que comprar uma casa tem vantagens como realização pessoal, segurança, personalização e possibilidade de valorização do patrimônio. Já a opção pelo aluguel proporciona gastos menores, maior possibilidade de mobilidade geográfica e economia.

Para que a festa e o pós-evento do casamento sejam tranquilos, economizar deve ser palavra de ordem. É ideal que o casal tenha maior atenção aos gastos diários, verificando sempre como podem economizar.

Investir também ajuda a concretizar o sonho da festa perfeita. O importante, neste caso, é verificar o tempo para a realização. Casais que se programam para casar em médio prazo podem optar pelos CDBs e fundos de investimentos. Já para sonhos de longo prazo, são indicadas a Previdência Privada e os títulos do Tesouro.

O importante é ter tudo bem estruturado para que a festa de casamento fique como uma lembrança boa e não uma grande dívida.

O que achou do artigo? Deixe o seu comentário!

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0
Você deve gostar também
Câmbio de moedas: quais são as melhores opções para viagens?
Como começar a investir em fundos imobiliários em 3 passos
7 formas de gerar renda para uma aposentadoria segura

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web