Educação financeira: Como envolver toda a família? | Blog ATIVA
Educação Financeira

Educação financeira: como envolver toda a família?

A crise financeira pela qual o Brasil passa tem levado muitas famílias a trazer o tema educação financeira para a mesa de jantar. Com a importância cada vez maior que o planejamento e a economia de recursos vêm ganhando, é natural que toda família se envolva no sentido de colaborar com as finanças da casa.

E isso é um movimento positivo. A educação financeira é um tema muito importante que ainda é deficitário nas escolas. Poucas instituições de ensino incluem essa matéria em suas grades, ficando para os pais a obrigação de passar para os filhos o valor do dinheiro.

Portanto, se você está vivendo um momento no qual o planejamento financeiro é primordial, que tal envolver todos os seus familiares no tema? Eles podem ajudar muito na economia de recursos da sua casa, fazendo com que você tenha mais tranquilidade para planejar o futuro de todos.

Veja algumas dicas de como envolver a família na educação financeira:

Mostre as recompensas que podem ser alcançadas

O planejamento financeiro é muito importante para que você possa investir os recursos da família da melhor forma possível. Mas investimentos financeiros não são palpáveis, principalmente para as crianças. Portanto, é hora de você mostrar quais recompensas poderão ser obtidas com a economia de recursos.

Para que a família se comprometa com o grau de profundidade necessário, tente mostrar como os investimentos renderão frutos no futuro. Você pode apresentar quanto custa uma boa faculdade ou um intercâmbio.

Para tornar as recompensas mais efetivas, tente se programar para que uma parte dos recursos poupados seja empregada em uma viagem em família e mostre as fotos do lugar para os seus filhos.

Trace metas individuais e coletivas

Um bom planejamento financeiro deve ter metas a serem cumpridas. Se você quer que sua família esteja engajada na causa, precisa traçar objetivos para todos também. Comece com as metas coletivas, que servem para todos. Elas vão abranger gastos com supermercado, economia na conta de luz, telefone, entre outras.

Individualmente, utilize a mesada dos seus filhos para dar a eles a noção de necessidade de economia. Coloque uma meta de gastos diários para o valor que você destina a eles. E não faça mais depósitos caso eles não consigam ficar dentro do programado.

Peça sugestões

A participação da família não deve se restringir ao polo passivo. Evite sentar à mesa e distribuir instruções, sem ouvir o que eles têm para falar. Muitas vezes, você pode receber sugestões para economizar em itens sobre os quais não estava pensando.

Lembre-se de que os cuidados e os resultados devem ser de toda a família. Por isso, nada melhor do que envolver o pessoal todo em todas as etapas desse processo.

Incentive a leitura de materiais de educação financeira

A literatura sobre educação financeira é muito vasta hoje em dia, com materiais voltados para todas as idades. Procure sites que tratem do tema de uma forma mais leve e envie os links para todos os membros da família, incentivando a leitura.

À noite, comente sobre o tema na hora do jantar, por exemplo, para fomentar o debate e a reflexão sobre a importância de fazer bom uso dos recursos financeiros.

Como você pôde perceber, existem muitas formas de envolver a família na questão da educação financeira, de uma forma saudável e participativa. Se você tiver alguma outra sugestão, participe deixando seu comentário aqui!

Share on Facebook129Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn9
Você deve gostar também
Saiba quais cuidados se deve ter para usar bem o cartão de crédito
CDI: o que é e por que se fala tanto nele?
Entenda o que é CDB e saiba como investir nele

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web