Finanças pessoas: como definir metas financeiras realistas? | Blog ATIVA
Educação Financeira

Finanças pessoais: como definir metas financeiras realistas?

Estabelecer metas financeiras é vital para quem quer aumentar seu patrimônio e melhorar suas finanças pessoais, até mesmo garantindo tranquilidade econômica no futuro. Mas para que cada uma delas seja atingida com sucesso, é importante fazer um planejamento cuidadoso, tendo objetivos realistas e embasados na sua condição atual.

Além disso, existem algumas dicas que podem ajudar a conquistar seus propósitos financeiros de forma efetiva. Confira 4 delas a seguir!

1. Entenda que metas financeiras não significam desejos pessoais

É preciso separar metas financeiras de desejos pessoais. Quase todo mundo tem o desejo de melhorar de vida e até mesmo ficar rico, mas tais pontos não servem exatamente como metas.

Metas são como passos para você atingir seus desejos e objetivos, porém são mais específicas e realistas. Elas devem ser pontuais, tendo prazos, recursos necessários e outros aspectos concretos, os quais você poderá obter em seu cotidiano. Por exemplo, guardar mensalmente 10% do seu salário para começar a investir é uma meta.

Elas devem ser elaboradas em curto, médio e longo prazo, dentro de um planejamento financeiro bem estruturado.

2. Monte uma planilha de gastos                     

Por mais que metas sirvam para que busquemos elevar nosso padrão de vida e realizar nossos sonhos mais ambiciosos, elas precisam ser realistas, certo? Mesmo aquelas que envolvem economizar por mês uma determinada quantia dos seus rendimentos, como no exemplo anterior, podem não ser realistas se você não tiver condição de fazer isso sem ficar no vermelho, diminuir sua qualidade de vida ou deixar de pagar obrigações.

É importante fazer alguns sacrifícios, mas não é preciso exagerar para não prejudicar até mesmo a saúde, como ao cortar despesas com alimentos, academia, consultas médicas regulares e etc. Se seu objetivo for economizar para conseguir guardar um valor para investir e melhorar suas finanças pessoais, uma das formas de obter isso é montando uma planilha de gastos diários.

Nela, é possível acompanhar de perto as suas despesas para identificar aquelas mais supérfluas e que passam despercebidas, como lanches caros, juros e multas pagos constantemente por atrasos de contas, entre outros.

Dessa forma, você poderá evitar hábitos que ajudam a gastar mais e realizar cortes de despesas conforme prioridades

3. Faça a revisão frequente de suas metas financeiras

É necessário rever suas metas com certa periodicidade, para verificar se há condições reais de todas serem atingidas. Muitas vezes, nos empolgamos na hora de elaborá-las ou contamos com recursos que poderiam estar disponíveis no momento, mas que depois não estavam. E, assim, acabamos por tentar alcançar metas irreais.

Portanto, é preciso conferi-las de tempos em tempos para excluir as que não há como serem atingidas ou, pelo menos, para reajustá-las. Só não é para sair tirando metas simplesmente porque não trabalhou o suficiente para atingi-las. É importante separar as irreais das difíceis, porém, que podem ser cumpridas.

Aliás, fazer essa revisão permite focar naqueles propósitos que estão atrasados ou longe do esperado, mas que ainda podem ser alcançados dentro do prazo com um pouco mais de empenho.

4. Procure a melhor maneira de investir sempre

Pesquisa e paciência são dois pontos vitais para toda pessoa que deseja melhorar suas finanças. Pois é preciso procurar a melhor maneira de investir sempre, estando atento a juros, taxas de retorno sobre investimentos, tendências do mercado etc.

Quem constrói uma rotina pautada na busca de informações poderá encontrar muitas oportunidades, até mesmo otimizando as chances de êxito de suas metas financeiras. E isso deve ser feito desde o começo, quando ainda se é um investidor iniciante.

Seguindo essas dicas, você poderá construir um planejamento financeiro mais efetivo e realista, com metas de economia, investimentos e até de mudanças de hábitos que visem otimizar suas finanças pessoais.

Ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário e conte conosco 🙂

Share on Facebook116Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn14
Você deve gostar também
Entenda o que é CDB e saiba como investir nele
Família aumentando? Saiba como planejar o orçamento doméstico!
Home Broker: saiba o que é e como funciona

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web