Finanças pessoais: Saiba como administrar o 13º corretamente
Educação Financeira

Finanças pessoais: saiba como administrar o 13º corretamente

O final do ano está chegando e, com ele, o pagamento do 13º salário. Depois de trabalhar o ano todo, chegou a hora de receber aquele dinheiro extra que vai servir para lhe tirar do sufoco. Mas como o 13º salário afeta as finanças pessoais?

Depende do seu objetivo e do momento que você está vivendo. O salário extra do final do ano pode ser útil para você quitar dívidas, mas também pode ser usado no pagamento de contas, na viagem de férias ou mesmo para comprar um presente para quem você ama.

Sabendo administrá-lo corretamente, você vai ver que este recurso será importantíssimo na organização das suas finanças. Veja algumas boas maneiras de usar o seu 13º salário!

Quite suas dívidas

Se você está com dívidas a pagar, essa é a hora. Afinal, em que outro momento do ano você receberá dinheiro extra? Mas não saia quitando todas as dívidas até que o dinheiro acabe. Se você está devendo em mais de uma frente, é preciso ver quais dos seus débitos possuem juros mais pesados.

Por exemplo: se você está com saldo negativo no banco e também está devendo parcelas do cartão de crédito, priorize o segundo. Isso porque os juros do cheque especial são menores.

Se o 13º não for capaz de sanar todas as dívidas, priorize aquelas mais onerosas para o seu bolso. Uma dica final sobre o pagamento de dívidas: se os valores forem muito altos, negocie com o credor antes de pagar. Você pode conseguir bons descontos.

Pague as contas do início do ano

O início do ano é um momento pesadíssimo para o brasileiro. Em janeiro começam as cobranças de IPTU, IPVA, Seguro Obrigatório e, para quem tem filhos, ainda é o momento de pagar matrícula, comprar material escolar, uniforme, etc. Haja dinheiro para tanta despesa!

O pagamento dessas contas é o uso mais comum do 13º salário, já que o dinheiro extra chega exatamente no momento em que essas despesas começam a ser cobradas. Se você não está com dívidas atrasadas e o seu 13º é a conta certa para o pagamento desses valores, não tenha dúvidas em utilizá-lo.

Diminua saldos devedores

Se você possui um financiamento de automóvel ou de apartamento, pode utilizar o 13º salário para pagar uma ou duas parcelas a mais no mês. Com isso, você diminui o prazo pelo qual irá pagar pelo bem e ainda reduz a incidência de juros sobre o valor final.

Invista o 13º salário

Chegou ao final do ano sem dívidas e ainda tem dinheiro guardado para as contas que chegam a partir de janeiro? Ótimo! Então, esta é a hora certa para você começar um investimento. Lembre-se que a Previdência Social vem se tornando cada vez mais deficitária e as pessoas precisam partir para planos de investimentos particulares para conseguir uma aposentadoria tranquila.

Faça um planejamento financeiro, defina seus objetivos e escolha os produtos mais adequados para o seu perfil.

Gostou deste artigo? Então, curta a nossa página no Facebook e tenha acesso a mais conteúdos como este!

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn14
Você deve gostar também
Pagar à vista ou parcelar? Saiba qual opção escolher em cada situação
Saiba onde investir para garantir o futuro de seus filhos
O que é a BM&FBovespa?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web

%d blogueiros gostam disto: