Os 7 erros mais comuns de quem quer começar a investir | Blog ATIVA Os 7 erros mais comuns de quem quer começar a investir | Blog ATIVA
Educação Financeira

Os 7 erros mais comuns de quem quer começar a investir

Conseguir juntar dinheiro é um desafio para muitos brasileiros. E, muitas vezes, o que impede o trabalhador de poupar não é sua situação financeira, mas algumas crenças equivocadas. Achar que o dinheiro irá render rapidamente ou que basta se acomodar deixando o dinheiro na poupança, por exemplo, são dois dos equívocos mais comuns.

Já o mercado de ações, os fundos de investimento e outras aplicações financeiras são excelentes opções para quem quer fazer seu dinheiro render. Porém, se você não possui conhecimento, a falta de experiência pode te sujeitar ao erro.

Então, para evitar surpresas desagradáveis, separamos os principais erros dos poupadores na hora de começar a investir. Acompanhe!

1. Querer enriquecer em tempo recorde

A ansiedade é a primeira inimiga dos poupadores de primeira viagem. A expectativa de se tornar um milionário da noite para o dia pode fazer com que o investidor erre pesado em suas decisões.

E essa vontade de enriquecer pode ser fatal quando o trabalhador não desconfia de certas promessas de ganho de dinheiro fácil, o que pode acabar o levando a cair em emboscadas. Se a oferta for boa demais, é importante desconfiar! Crer em promessas extraordinárias pode te fazer perder seu suado dinheiro.

2. Acomodar-se

Quem começa a poupar dinheiro sem se informar sobre o mercado dos investimentos tende a cair numa cilada comum: se acomodar. Isso é ainda mais comum quando o investidor aplica o seu dinheiro na caderneta de poupança. Muitos acreditam que a poupança é uma opção mais simples e segura de investimento. Porém, a verdade é que ela remunera muito mal seus investidores.

Por isso, é importante ficar de olho em novas oportunidades para aplicar seus recursos financeiros, evitando, assim, permanecer estagnado na poupança e perder boas chances de ganhar dinheiro.

3. Investir todo o dinheiro

As ações são ótimas oportunidades de investimento a longo prazo, especialmente se a situação econômica do país está favorável. Mas, mesmo em períodos de boas perspectivas econômicas, depositar todo o seu patrimônio em ações pode não ser a atitude mais recomendada.

Se vai aplicar na Bolsa, tenha em mente que o mercado acionário pode ser muito instável. O ideal é investir somente o dinheiro que não fará falta nos próximos anos. Isso te mantém prevenido em caso de quedas nas ações, evitando que você fique no vermelho.

4. Descontrolar-se emocionalmente

Fazer um investimento significa se sujeitar a alguns riscos. Caso o investidor veja suas ações caindo, é preciso ter extremo controle emocional para não tomar nenhuma atitude precipitada.

Em muitos casos, por exemplo, ocorrem correções nas ações de curto prazo, mas as de longo prazo seguem inalteradas. Um investidor experiente sabe ter sangue frio e contornar a situação, mas um novato no ramo corre o risco de se desesperar.

Então, busque o autocontrole antes de iniciar um investimento, especialmente se ele tem altos riscos. Conheça os prós e contras, e prepare-se para lidar com possíveis adversidades.

5. Não diversificar investimentos

Um conceito básico no mundo das ações é o de não pôr todos os ovos na mesma cesta. Na prática, isso significa diversificar os investimentos.

Quando o investidor compra diversas ações, consegue uma melhor relação entre risco e benefício. Se uma ação vai mal, há outras para compensar esse insucesso — e, assim, o investidor mantém o equilíbrio.

6. Não ter disciplina e método

Quem começa a investir nem sempre está preparado. A falta de um estudo sobre o mercado pode se tornar preocupante e levar o investidor inexperiente a perder seu patrimônio. É preciso ter conhecimento da situação financeira do país, e um estudo dos diversos tipos de ações e seus prós e contras. Busque sempre fazer um estudo detalhado antes de apostar na ideia!

7. Não buscar ajuda profissional

Tentar adentrar o mercado por conta própria pode custar muito mais caro do que pagar pela ajuda de um profissional. Afinal, investir no Brasil tem ficado mais complexo: as opções de ações são muitas, e o interesse em fazer investimentos cresce na população.

Diante disso, para não ter dúvidas e entrar seguro no mercado, é melhor começar a investir com ajuda profissional. Quer aprender mais sobre o ramo dos investimentos e como fazer seu dinheiro render? Contate já a equipe da ATIVA Investimentos.

Share on Facebook0Share on Google+1Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn35

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER!

Gostou do conteúdo? Assine a nossa news receba no seu e-mail e-books, palestras, dicas e artigos ;)

Você se inscreveu com sucesso! Cheque seu e-mail :D

ATIVA Investimentos
A ATIVA Investimentos é uma corretora com mais de 30 anos no mercado financeiro que sempre souber ver além oferecendo as melhores opções de investimentos para os seus clientes. Nossos Produtos: Renda Fixa, Fundos de Investimentos premiados, Tesouro Direto, Previdência Privada, Seguro de Vida resgatável, Câmbio de moedas, Ações e entre outros.
Você deve gostar também
Carteira de investimentos: como e por que diversificar
O que você precisa saber para garantir uma aposentadoria tranquila
IPCA: entenda o que é e como afeta a economia

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web

ASSINE E RECEBA DICAS SOBRE RENDA FIXA E OUTROS INVESTIMENTOS

ASSINE E RECEBA DICAS SOBRE RENDA FIXA E OUTROS INVESTIMENTOS

Procurando dicas e materiais sobre Renda Fixa? Assine a nossa newsletter e receba tudo no seu e-mail. 

Recebemos a sua assinatura!