Qual a diferença entre análise técnica e fundamentalista? | Blog ATIVA Qual a diferença entre análise técnica e fundamentalista? | Blog ATIVA
Investimentos

Qual a diferença entre análise técnica e fundamentalista?

No mercado acionário, o investidor obtém ganhos comprando ações subvalorizadas e vendendo-as em momentos de maior valorização. O lucro do investimento é determinado pela diferença entre o preço de compra e o preço de venda, somado a benefícios, como os dividendos.

Mas como prever se uma ação vai ou não valorizar nas bolsas de valores? Para responder essa pergunta, os analistas se utilizam de dois mecanismos de diagnóstico: a análise técnica e fundamentalista.

No post de hoje, vamos aprender as principais diferenças entre os dois métodos de análise. Confira:

Entenda as diferenças entre a análise técnica e fundamentalista

De forma simples, podemos dizer que análise técnica e fundamentalista são métodos de avaliação de ativos, com destaque para ações de companhias negociadas nas bolsas de valores. Nos dois casos, o investidor busca maximizar lucros e reduzir prejuízos. As principais diferenças entre os métodos de análise dizem respeito ao objetivo das operações, ao prazo da aplicação e ao método de avaliação propriamente dito.

A análise técnica ou gráfica procura acompanhar as oscilações dos preços das ações ao longo de determinado período e a partir daí prever os melhores momentos de compra e venda das ações, com base em uma estratégia previamente definida.

Costuma-se dizer no mercado financeiro que a análise técnica é utilizada por quem pretende “especular” ativos – no bom sentido do termo – e, assim, ganhar com as oscilações dos preços. 

Os profissionais traders – aqueles que operam na bolsa de valores com frequência – utilizam a análise técnica. Nesse caso, o prazo de aplicação é curtíssimo ou curto, com operações que duram de poucos minutos a algumas semanas. 

Já na análise fundamentalista, o objetivo do investidor é ganhar com a valorização da ação no médio ou no longo prazo, que poderá ser de dois a dez anos. Nesse caso, o investidor aposta no crescimento da empresa como um todo, que tende a se refletir no aumento dos preços das ações.

Para tomar decisões, o investidor utiliza indicadores financeiros, como o EBTIDA (Lucro antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização), que é uma aproximação da geração de caixa operacional da companhia, além dados sobre o setor de atuação da empresa e da economia em geral.

Conheça as vantagens e desvantagens

A análise técnica é útil para se tomar decisões rápidas, com base em gráficos e alguns indicadores, nas operações de curto prazo. Esse método de avaliação consegue captar as oscilações bruscas do mercado acionário como, por exemplo, quando são divulgadas notícias que interferem nas ações das empresas, como anúncio de queda ou alta de juros pelo Banco Central, entrada ou saída de CEO da companhia, lucro ou prejuízo no balanço trimestral, etc.

No longo prazo, a análise técnica pode dar algumas noções gerais do movimento das ações. Por exemplo, o Ibovespa – principal índice da bolsa brasileira – buscou em 2016 sair de uma tendência de baixa iniciada no ano de 2010.

Ainda assim, esse tipo de análise nem sempre contribui para quem quer investir no longo prazo. Para você ter uma ideia, uma ação pode sair de um preço, variar bastante, e voltar ao mesmo patamar após um ano.

Para quem busca ganhos consistentes no longo prazo, a análise fundamentalista procura avaliar os fundamentos da economia como um todo e da empresa em particular. Quesitos como receitas, custos, dívidas, lucros, pagamento de dividendos (participação dos acionistas nos lucros), etc., são levados em conta por um investidor que quer aplicar com base nesse tipo de análise.

Como essa escola tem foco no longo prazo, ela não ajuda muito quem negocia no curto prazo. Afinal, uma empresa pode estar financeiramente ruim e, mesmo assim, proporcionar uma oportunidade de operação baseada na oscilação do preço.

Conte com informações confiáveis

Se você não tem conhecimento profundo sobre os dois tipos de análise e não quer se arriscar sozinho no mercado, é importante contar com o auxílio de profissionais altamente qualificados em ambos os métodos. Dessa forma, você conseguirá aliar o seu objetivo financeiro às potencialidades do método de análise mais adequado ao seu perfil de investimento.

Quer aproveitar os benefícios da análise técnica e fundamentalista? Entre em contato conosco!

Share on Facebook256Share on Google+1Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn24

ASSINE A NOSSA NEWSLETTER!

Gostou do conteúdo? Assine a nossa news receba no seu e-mail e-books, palestras, dicas e artigos ;)

Você se inscreveu com sucesso! Cheque seu e-mail :D

ATIVA Investimentos
A ATIVA Investimentos é uma corretora com mais de 30 anos no mercado financeiro que sempre souber ver além oferecendo as melhores opções de investimentos para os seus clientes. Nossos Produtos: Renda Fixa, Fundos de Investimentos premiados, Tesouro Direto, Previdência Privada, Seguro de Vida resgatável, Câmbio de moedas, Ações e entre outros.
Você deve gostar também
Fundos de investimento: como funcionam e quais são os principais tipos
Investimento Seguro e Rentável: é possível ter os dois benefícios?
Entenda por que você deve tirar o dinheiro da poupança agora

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web

ASSINE E RECEBA DICAS SOBRE RENDA FIXA E OUTROS INVESTIMENTOS

ASSINE E RECEBA DICAS SOBRE RENDA FIXA E OUTROS INVESTIMENTOS

Procurando dicas e materiais sobre Renda Fixa? Assine a nossa newsletter e receba tudo no seu e-mail. 

Recebemos a sua assinatura!