Quer empreender? Veja nossas dicas financeiras! | ATIVA Investimentos
Educação Financeira

Quer empreender? Veja nossas dicas financeiras!

Ter flexibilidade na agenda, ganhar dinheiro, ser o seu próprio chefe e coordenar a rotina são os maiores desejos de quem deseja empreender. E em tempos de altos índices de desemprego atingindo diversos setores, abrir uma empresa e trabalhar por conta própria tem se tornado, inclusive, uma saída para muitas pessoas.

O número de empresas criadas em janeiro deste ano chegou a 194,199 mil, batendo recorde para o período desde 2010. O resultado é 16,6% superior se comparado ao mesmo mês de 2016, quando 166,613 mil novas pessoas jurídicas foram registradas. Em relação a dezembro de 2016 (120.633), o aumento foi de 61%. Os dados divulgados são do Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas.

Colocar a empresa para funcionar e render lucros são conquistas que se obtém no longo prazo, resultado de um caminho percorrido com muita luta e planejamento. Engana-se quem pensa o contrário e acha que vai ser um mar de rosas. Não é à toa que a cada 100 empresas abertas no Brasil, pouco mais de 76 sobrevivem ao primeiro ano, segundo o Sebrae.

Abrir um negócio traz uma série de desafios. Muitos empreendedores acabam se concentrando apenas na ideia e esquecem o principal: elaborar um bom planejamento estratégico e financeiro. Então, nesse post vamos dar três dicas importantes para você que deseja ser dono do próprio negócio.

 

1 – Separe despesas pessoais e empresariais

É de fundamental importância não confundir a pessoa física com a jurídica. Esse é um dos erros mais comuns entre os donos de pequenos negócios. Portanto, o recomendado é que o empresário fixe uma retirada mensal dos ganhos do negócio – valor tecnicamente chamado de pró-labore – e reinvista o resto dos lucros na própria empresa, estimulando seu crescimento.

Crie uma conta corrente separada para a empresa e utilize um cartão de crédito corporativo. Certifique-se de ter o total controle dos gastos. Isso vai ajudar a separar as despesas do negócio de forma simples e direta.

 

 2 – Tenha um Planejamento Financeiro

Foi demitido e quer investir o dinheiro da rescisão em um negócio próprio? Ou tem um sonho antigo e decidiu que agora é hora de colocá-lo em prática? Pesquise bastante antes de escolher onde vai investir. Opte pelo regime fiscal adequado e levante todos os custos para abrir e manter a empresa pelos próximos 12 meses.

Não hesite em pedir ajuda a amigos mais experientes ou procure um consultor (do Sebrae, por exemplo) para saber tudo sobre registro da empresa, impostos, notas fiscais, direitos trabalhistas, etc. Organize seu fluxo de caixa para ter o controle da situação monetária. Existem bons software de gestão para te ajudar a ter controle total da situação monetária. Assim, você poderá planejar o crescimento saudável do negócio.

 

3 – Saiba negociar

Nas mais diversas esferas da nossa vida, o ato de negociar é imprescindível. Um bom empreendedor deve saber cortar gastos e economizar ao máximo. Uma estratégia importante para conseguir o melhor aproveitamento dos recursos é negociar. Com um bom fluxo de caixa, você consegue fazer compras grandes com pagamento à vista, o que pode significar economia na hora de repor o estoque e lucros mais altos no momento das vendas.

Lembre-se sempre da boa e velha reserva financeira. Quem sabe daqui a 2 ou 3 anos você não abre uma segunda filial? Converse com os analistas da ATIVA Investimentos e saiba o que podemos fazer para ajudar no seu negócio.

 

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0
Você deve gostar também
Invista na sua saúde para obter sucesso financeiro
IPCA: entenda o que é e como afeta a economia
PL: o que fazer com o dinheiro extra?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web