Vantagens e dicas sobre como investir em FII - Blog ATIVA Investimentos
Educação Financeira

Vantagens e dicas sobre como investir em FII

Apostar no retorno financeiro do mercado de imóveis, pela compra ou venda, pode ser um processo longo, complicado e caro. No entanto, optar por um Fundo de Investimento Imobiliário (FII) pode ser mais simples, rápido e vantajoso. Esse tipo de investimento é composto por cotistas (investidores) que contribuem com suas cotas (percentual em dinheiro) para o funcionamento do grupo. A partir daí o fundo passa a atuar no mercado imobiliário de diferentes formas.

Muitos investidores vêm optando por aplicar seu dinheiro em fundos imobiliários. Entre os motivos, a possibilidade de investir um valor mais baixo, referente a uma cota, é um diferencial.

Sendo assim, é muito mais acessível adquirir cotas de um fundo imobiliário do que comprar um imóvel diretamente. No post de hoje, vamos compartilhar outras vantagens e dicas sobre como investir em FII.

 

Entendendo o conceito

Os FIIs são fundos cujo objetivo é aplicar em ativos associados ao mercado imobiliário – sejam eles imóveis, títulos de crédito lastreados em imóveis ou associados a operações imobiliárias. Ele permite ao pequeno investidor ficar exposto ao mercado imobiliário de forma moderada e diversificada, diferentemente do método tradicional – a aquisição de imóveis.

É possível, portanto, comprar cotas de edifícios comerciais, shopping centers e similares. Apesar dos riscos existentes (menores que de tantos outros investimentos, uma vez que o investidor adquire quantas cotas quiser, ainda podendo investir em outros ativos), esses fundos tendem a oferecer um bom rendimento.

 

Tipos de FIIs

Tijolo: detém imóveis diretamente, visando colocar os mesmos em regime de aluguel, e com isso auferindo renda para distribuição ao cotista. Trata-se do tipo mais comum de FIIs.

Papel: adquire títulos de crédito lastreados em imóveis ou operações imobiliárias – em especial os Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs), mas também Letras de Créditos Imobiliários (LCIs) e Letras Hipotecárias (LHs).

Desenvolvimento/Gestão ativa: são fundos de tijolo cuja gestora tem por objetivo não só auferir renda na forma de aluguel, como também através da construção, incorporação e intermediação de imóveis.

Fundo de fundo: são fundos que investem em outros FIIs.

 

Por que o FII é vantajoso?

Além da facilidade na aquisição de cotas, que citamos no início do post, o que também chama a atenção no FII é o fato dos rendimentos serem isentos de Imposto de Renda.

 

Gestão profissional

O fundo de investimento imobiliário apresenta mais uma vantagem para os empreendedores de pequeno e médio porte: a gestão profissional do seu investimento.

O fundo possui profissionais especializados para gerenciar as cotas e gerar lucros — tanto para os investidores quanto para o fundo em si. Segundo a lei, os fundos de investimento imobiliários devem repassar pelo menos 95% do lucro semestral para os cotistas. Mesmo assim, sabendo que os investidores que buscam este tipo de ativo desejam rendimentos mensais (como seriam no caso de um aluguel de um imóvel próprio), a grande maioria dos fundos paga rendimentos mensalmente a seus cotistas.

 

Maior liquidez

Liquidez é o termo usado para definir a facilidade que o investimento tem de se tornar capital. Adaptando para o contexto deste post: o fundo de investimento imobiliário tem maior liquidez porque pode ser vendido pelo investidor de forma mais fácil e rápida do que um imóvel. Dessa forma, compradores e investidores se beneficiam, fazendo com que o negócio seja viável para ambos os lados.

 

Rentabilidade

De fato, por mais que absolutamente nenhum investimento possua risco zero, a rentabilidade dos fundos imobiliários tende a ser mais alta. O retorno do Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX), em 12 meses, gira em torno de 1,46% ao mês.

 

E como investir nos fundos imobiliários?

Entre em contato com os nossos assessores para participar da nossa carteira. Se preferir, pode também fazer tudo pelo Home Broker, de forma rápida e segura!

Gostou deste post? Compartilhe suas dúvidas ou experiências com a gente nos comentários.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0
Você deve gostar também
5 dicas para estabelecer e alcançar metas pessoais em 2017
Como se planejar para estudar ou trabalhar no exterior?
4 dicas para investir durante a crise e garantir retorno

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web