• Pesquisar
brazilian man talking at telephone and checking business data on computer in office

Mercado de ações: saiba como se tornar sócio de uma grande empresa

Você pensa em se tornar sócio de uma empresa, mas tem pouco dinheiro para investir? Então, é hora de você conhecer mais sobre o mercado de ações.

Nele, há vantagens para ambos os lados. De um, está a empresa que se beneficia de recursos para investir no próprio crescimento. Do outro, estão investidores que conseguem adquirir uma parte da empresa.

Logo, você sabia que, mesmo com um investimento baixo, qualquer brasileiro consegue se tornar sócio de empresas valiosas como a Ambev, Vale e B3?

Para entender melhor como funciona o mercado de ações, continue a leitura e tire todas as dúvidas sobre esse assunto!

O que é uma ação?

Em resumo, uma ação é a menor parcela do capital social de uma empresa, ou seja, é um título patrimonial que dá direitos e deveres a um sócio.

Por exemplo: uma empresa que vale R$ 1.000 no mercado de ações e deseja atrair investidores, pode se dividir em 1.000 partes e vender cada uma delas. Portanto, cada um desses pedacinhos é chamado de ações.

Como comprar no mercado de ações?

Para comprar ou vender ações, a empresa recorre a ajuda da Bolsa de Valores. É ela que fica responsável pelos registros das transações de compra e venda e por guardar esses títulos.

E você: como vai conseguir comprar? É aí que entra o papel da corretora de valores, pois é por meio dela que o investidor tem acesso as opções de investimentos disponíveis. Nesse sentido, é possível escolher quais e quantas ações quer comprar. A corretora, nesse caso, funciona como um “supermercado” com várias opções.

O sistema que o investidor utiliza para fazer todo esse processo é chamado de Home Broker. Por meio dessa plataforma, usuários conseguem negociar ações e outros ativos financeiros de qualquer lugar do mundo. Para isso, é só ter acesso à internet.

No Home Broker da Ativa Investimentos, por exemplo, é possível investir em Ações, Renda Fixa, Fundos de Investimentos, Aluguel de Ações e Tesouro Direto. Além disso, o usuário pode acompanhar as notícias que movimentam o mercado e conversar com os nossos analistas em tempo real.

Tipos de ações mais conhecidas para escolher

Ações preferenciais

Quando a companhia distribui os lucros, o acionista com ações preferenciais está na lista de prioridades. Porém, isso não dá ao investidor o direito de participar do conselho da empresa ou ter voto nas assembleias. Essas ações são identificadas pelos números 4, 5 ou 6 no final do código de negociação. Exemplos: PETR4 (Petrobras), VALE5 (Vale), etc.

Ações ordinárias

Já as ações ordinárias são aquelas que garantem o comprador o direito ao voto e à participação nas decisões da empresa. Ou seja, quanto mais ações ordinárias, mais poder de voto um investidor tem.

Nesse sentido, a distribuição de dividendos das empresas varia de acordo com a classificação do acionista. Logo, uma vez que a empresa cresce, o investidor pode garantir retornos mais altos. Porém, são ações de maior risco ao acionista. Em caso de liquidação, os investidores são os primeiros afetados.

As ações ordinárias são identificadas pelo número 3 no final do código de negociação. Exemplos: ABEV3 (Ambev) e VALE3 (Vale).

Como as ações são negociadas?

No mercado, as ações são negociadas por lote padrão composto por 100 ações. Ou seja, se você quer investir em uma empresa que cada ação custa R$ 20, terá que desembolsar no mínimo R$ 2.000.

Não existe um valor mínimo para se investir na Bolsa. Para facilitar a entrada dos pequenos investidores, existe o mercado fracionário. Ele permite a compra de quantidades menores (de 1 a 99 ações). Para isso, é preciso incluir a letra F no final do código da plataforma. Exemplo: ABVE3F e PETF4F.

Na compra e venda de ações, a liquidação e consolidação para custódia leva 3 dias úteis. Isso significa que irá receber, de fato, sua carteira após 3 dias de ter comprado ou vendido uma ação.

Day Trade

Uma possibilidade no mercado de ações é comprá-las e vendê-las no mesmo dia. Essa operação chamamos de Day Trade. Nesse sentido, há apenas movimentação financeira e não consolidação em custódia. Como regra, há recolhimento de imposto de renda de 20% sobre a valorização.

Na prática, funciona assim: o pregão abre para negociação às 9h, quando passa por um leilão dos ativos nos primeiros 15 minutos. Esse é o momento de pré-abertura do mercado. Nesse momento, o sistema da Bolsa apenas aceita o registro de ofertas de compra e venda, mas não registra o negócio de fato. O mercado fecha às 17h.

Swing Trade

Há ainda uma outra opção de operação em que os investidores mantém seus papeis por alguns dias ou algumas semanas. Esse é o caso do Swing Trade. Nessa operação, o investidor precisa saber especular usando gráficos. Nesse tipo de operação, você paga 15% de imposto de renda sobre os lucros realizados na operação.

Buy and Hold

Por fim, também é possível operar por longo prazo, ou seja, ficar no mínimo um ano com os papéis da empresa. É caso das operações Buy and Hold. Nessa operação é necessário olhar mais o fundamento de entrar na empresa e não se estão ou não em alta.

Como lucrar com ações

O investidor pode lucrar de diferentes formas no mercado de ações. A mais comum é por meio da aquisição em que se compra e vende por um preço mais caro, o chamado ganho de capital. Também é possível ganhar com a distribuição de proventos. Veja a seguir as modalidades.

  • Dividendos: é quando há distribuição de lucro para os acionistas da empresa. Há isenção de imposto de renda;
  • Juros sobre capital próprio: também é uma distribuição de lucros. Nessa modalidade, o imposto de renda é retido na fonte;
  • Bonificação: bonifica seus acionistas com novas ações, pois a empresa tem um aumento de capital.

Quanto custa investir em ações?

Os custos para operar variam de acordo com a corretora. Na Ativa Investimentos, funciona da seguinte forma.

  • Taxa de corretagem: é a tarifa de negociação das ações em Bolsa de valores. O custo na Ativa é de R$10 por ordem no Day Trade. Veja aqui as demais taxas.
  • Taxa de emolumentos: cobrada pela B3 e não há negociação. O custo é de 0,00325% para operações normais e 0,025% em operações Day Trade.
  • Taxa de custódia: cobrada pela B3 para a guarda e a liquidação desses títulos. O valor é de R$ 9,80.

Quer entrar no mundo das ações? Então, abra sua conta na Ativa Investimentos.

Deixe seu comentário

4 comentários