• Pesquisar

Carteira recomendada de investimento: você sabe o que é?

Você começou a investir e ouviu falar da importância de ter uma carteira recomendada de investimentos, mas ficou na dúvida do que ela significa e para o que serve?

Carteira recomendada de investimentos nada mais é que um conjunto de aplicações ou cesta de portfólios, que alia seu perfil de investidor a seus objetivos. A intenção é fazer você alcançar o máximo de rentabilidade possível.  Ela pode ser composta por vários investimentos diferentes como fundos de investimento, renda fixa, ações, entre outros ativos.

Antes de montar o seu portfólio, é importante conhecer seu perfil de investidor, se é conservador, moderado ou agressivo, já que vai determinar o risco que está disposto a assumir e a capacidade de tomar risco.

O que é carteira recomendada e como funciona?

Já a carteira recomendada de investimentos nada mais é que um conjunto de ativos selecionados por um especialista da área. De forma geral, são acompanhadas com relatórios para justificar os motivos de aqueles produtos serem bons. Assim, os investidores podem escolher se aquelas aplicações são boas ou não para atenderem os objetivos desejados.

O que é Selic e CDI? Entenda para investir

Tesouro Direto: veja como escolher o melhor título para investir

Para quem não tem experiência em investimentos, ela  pode ser muito útil, pois os analistas que montam o portfólio têm total capacidade técnica. Além disso, o investidor tem acesso a informações didáticas da parte técnica de o porquê tais ativos terem sido escolhidos.

Para que o investidor possa ter uma carteira ideal de investimento recomendada, ele precisa saber seu perfil de investidor. Assim, será possível ter aplicações mais compatíveis com seus objetivos. Por exemplo, se você for conservador, será necessário ter sua carteira composta com produtos mais seguros, tais como tesouro direto, renda fixa e outros. Se for agressivo, poderá ter acesso a ativos de renda variável etc.

Além disso, é importante ter em mente a necessidade de liquidez, o prazo de investimento selecionado e a rentabilidade.

Como montar uma carteira de ações?

Há vários tipos de carteiras recomendadas com produtos diferentes como fundos, renda fixa, fundos imobiliários e, também, ações. Hoje, na bolsa de valores, há mais de 400 papéis. Para montar uma carteira recomendada de ações, por exemplo, a Ativa Investimentos conta com uma equipe de Research, com profissionais especializados em escolherem os ativos que poderão ter melhor performance.

As mais comuns são as carteiras semanais e as mensais em que as corretoras sugerem ativos para a semana ou para o mês, respectivamente. Na semanal (focada para o curto prazo), o investimento deve ser feito no início da semana e a segunda no início do mês, e encerrado no final. Caso ocorra alguma mudança, os analistas sugerem substituições de determinada ação ou alteração de posição.

O Research da Ativa também elabora carteiras para quem quer investir visando o longo prazo.

Strategy: é composta atualmente por 10 ações com grande potencial de crescimento a longo prazo, com a finalidade de superar o Ibovespa.

Dividendos: formada a partir de ativos que possuem boa distribuição de dividendos.

Valor: formada por cinco ações dentre as dez mais recomendadas para quem não tem recurso suficiente para montar a carteira Strategy.

Verde: cinco ações com alto padrão de sustentabilidade empresarial, governança corporativa e engajamento socioambiental.

Fundos imobiliários:  carteira composta por fundos imobiliários para investidores que visam entrar neste mercado.

Vantagens da carteira recomendada de ações

Entre as principais vantagens está a possibilidade de investir em ações com maior potencial de crescimento selecionadas por analistas.

Na Ativa Investimentos, você pode descobrir seu perfil de investidor abrindo sua conta e receber as nossas carteiras recomendas. Descubra e seja um investidor de sucesso.

Deixe seu comentário

2 comentários