• Pesquisar

Pretende viajar mesmo com dólar alto? Veja dicas simples para economizar

O valor alto do dólar tem preocupado quem gosta de viajar ao exterior nas férias. Porém, há maneiras de driblar os efeitos da alta cotação e economizar. Há dicas básicas que muitas vezes são deixadas de lado, mas que podem fazer muita diferença. Veja o artigo a seguir e descubra.

1 – Planejamento é fundamental

A primeira dica para viajar bem e gastar menos é fazer um bom planejamento da viagem com razoável antecedência — pelo menos uns seis meses antes da data desejada — , considerando o orçamento disponível. Faça as cotações básicas para cada uma das diferentes preferências de destinos, buscando aquelas que estão dentro de suas possibilidades.

Definir quais são os pontos inegociáveis, por exemplo: se faz questão de comer bem, porque a experiência gastronômica é ponto fundamental para você, pesquise a culinária local, os melhores restaurantes, quais são os imperdíveis e quais são aqueles restaurantes que oferecem uma ótima comida a preços justos, etc. Com essas informações, defina o valor que pretende gastar com alimentação.

LEIA MAIS: saiba como planejar a sua reserva de emergência 

LEIA MAIS: Veja 6 passos para ser um investidor bem-sucedido

Se o mais importante for se hospedar em um ótimo hotel, pesquise nos sites de comparação de preços e também diretamente nos sites. Sempre há tarifas diferenciadas em determinadas épocas, preços especiais em determinados dias da semana ou em determinadas localizações na cidade. De nada adianta um belo hotel a um bom preço, porém distante, acarretando altos custos de deslocamento.

Se visitar os museus é algo que o agrada, lembre-se de que todos os museus têm um dia na semana de entrada grátis, aproveite!

Estude muito bem para onde vai, veja quais são os principais locais a serem visitados, qual a melhor época, como será o clima. São tantas variáveis que podem fazer sua viagem mais divertida, muito melhor aproveitada e com custos mais acessíveis.

Não é recomendável viajar de última hora, sem nem saber o que vai fazer lá.

2 – Compra das passagens

Com todo o planejamento feito, é hora de pesquisar as passagens, há muitos sites de pesquisa de passagens. Vale a pena se cadastrar em alguns deles, como Skyscanner, Decolar, Kayak, etc e receber as ofertas para o destino escolhido. Muitas companhias aéreas fazem vendas promocionais durante a madrugada, no período de 0h às 6h, fique atento!

3 – Reserva da hospedagem

Desde em um hotel 5 estrelas até em um hostel, é muito importante fazer as reservas com antecedência, tanto para ter um bom controle dos custos, quanto para desfrutar da melhor experiência. Há muitos sites especializados na busca de hotéis no mundo todo, vale a pena conhecer vários deles antes de se decidir.

Se você planeja ser um viajante frequente, vale a pena escolher uma bandeira de hotel e manter fidelidade, para contar com vários benefícios, com diárias mais baratas, upgrades de categoria do quarto e outros mimos.

4 – Compra da moeda

É sempre mais prudente comprar a moeda do destino aos poucos, normalmente o dólar ou o euro, para conseguir um preço médio. Isso porque não dá para saber se a moeda vai subir ou cair até a viagem, o câmbio é uma variável extremamente difícil para os economistas.

5 – Dinheiro ou cartão de crédito

Recomenda-se viajar com as principais despesas pagas antecipadamente e levar moeda em espécie o suficiente para as despesas básicas diárias, como alimentação, transporte, diversão, etc. É importante levar também cartão de crédito, especialmente para situações não previstas, para eventual emergência ou mesmo para fazer um agrado não planejado a si mesmo.

O cartão de crédito não deve ser a principal maneira de pagar suas despesas, pois além de ficar sujeito ao câmbio do dia do pagamento da fatura, ainda há incidência de IOF de 6,38% tanto para os cartões de crédito, quanto para os cartões de débito internacionais. Também há incidência de IOF na compra de moedas estrangeiras, mas a alíquota é bem menor, de 1,1%.

O melhor da viagem é… viajar na viagem! Curta muito todo o planejamento, monte sua programação, seu roteiro, divirta-se antes com as expectativas, durante com as experiências que irá viver e depois com as memórias e lembranças que vai carregar para sempre.

Viajar é um dos melhores investimentos que alguém pode fazer por si mesmo!

Gostou deste artigo? Que tal compartilhá-lo com seus amigos nas redes sociais? Dessa forma, outras pessoas poderão ter acesso a esse conhecimento tão valioso que você acabou de adquirir!

Deixe seu comentário