• Pesquisar

Fundos Bradesco Asset Management: experiência e diversificação de portfólios

Investir em Fundos de Investimento é uma excelente opção para quem busca sair da poupança e ter mais lucro. Bem como, para aqueles que desejam diversificar seus investimentos.

Em resumo, os Fundos são uma espécie de “condomínio” que reúne recursos financeiros de vários investidores. Ou seja, quando você aplica seu dinheiro, você está comprando uma cota. Nesse contexto, seu investimento será administrado por um profissional especializado: o gestor. Ele é especialista em criar estratégias e tomar as decisões para a compra de ativos para o fundo.

Para quem deseja conhecer mais desse universo, o blog conversou com Marcelo Nantes, CO-CIO da Bradesco Asset Management (BRAM). A gestora reúne a experiência de 76 anos do Banco Bradesco e gestores especializados que cuidam de um portfólio completo e diversificado.

Ele falou sobre quem pode investir nesse tipo de Fundo, as vantagens e a rentabilidade. Veja a seguir.

5 perguntas sobre o Bradesco Asset Management

Qual a história da BRAM e o DNA da gestora?

A Bradesco Asset Management é o resultado da consolidação dos recursos administrados de diversas aquisições e fusões.

A Bradesco Templeton Asset Management iniciou a gestão em 2001 e desde então, aumentou escala por meio de aquisições da BCN Alliance Capital Management S.A., do BANEB – Banco do Estado da Bahia e, mais recentemente, o banco HSBC Brasil.

Essas fusões se traduziram em um uma equipe experiente e qualificada junto a um ganho de eficiência e aumento de participação de mercado.

Como é o processo de investimento da BRAM?

Nossa filosofia de investimento é baseada na independência de pensamento apoiada por excelência de análise, respeito à governança, um rigoroso controle de risco e aderência a mandatos. Tomamos como base pesquisas proprietárias e combinamos visões top-down e bottom-up.

A junção de reuniões diárias, semanais e comitês mensais integram um controle de risco equilibrado e revisões de posições táticas.

Como é a estrutura de controle de risco da BRAM?

Nossa equipe de gestão de risco é independente e dedicada à identificação, monitoramento, gerenciamento e controles de riscos. A área é responsável por desenvolver modelos necessários ao aprimoramento e desenvolvimento do negócio. Além disso, fornece ferramentas de risco para a gestão.

A equipe de risco dá o suporte direto às áreas comercias para fomentar o crescimento do negócio. Eles realizam a definição do perfil de risco dos Fundos, bem como o suporte quantitativo e a gestão, análise e controle do risco.

Quais são as vantagens de investir nos fundos oferecidos pela gestora?

Somos uma gestora de excelência e inovação com a solidez de um dos maiores bancos do país.

Nossos Fundos são geridos por profissionais altamente qualificados focados em entregar o melhor resultado para o investidor. Identificamos e gerenciamos os riscos para que os objetivos dos nossos clientes sejam alcançados de maneira otimizada, almejando a melhor relação risco/retorno.

Nos preocupamos em entregar uma gestão de excelência e uma grade completa. Por isso, recentemente revisamos nossa grade de Fundos, lançando novos produtos e tornando nossos melhores Fundos ainda mais acessíveis para diferentes perfis de cliente.

Quais os fundos da Bradesco Asset Management que o investidor tem acesso pela Ativa?

Disponibilizamos 5 Fundos entre Renda Fixa e Crédito Privado, Multimercado e Renda Variável na plataforma. As estratégias abrangem diferentes perfis de risco. Veja:

Fundos Renda Fixa e Crédito Privado

O RF DI é um Fundo de baixo risco para o investidor que busca uma rentabilidade atrelada ao CDI.

A vantagem do Fundo é a liquidez: o investidor solicita o resgate e tem o recurso em conta no mesmo dia. A carteira é composta majoritariamente por títulos públicos, com uma parcela em títulos de emissores privados de primeira linha.

Fundos Multimercados

O Fundo Alocação Arrojada permite ao cotista ter uma carteira diversificada e em diversas classes de ativos, a partir de um investimento inicial de apenas R$ 1 mil.

A gestão é sistemática, onde um conjunto de algoritmos calcula uma fronteira eficiente e determina um portfólio balanceado. É uma excelente opção de diversificação, e com o pagamento do resgate em três dias.

O Fundo de Multimercado Bradesco Asset Alocação Arrojada está entre os 10 com melhor relação risco retorno pelo Guia Valor Investe e disponível na plataforma da Ativa Investimentos.

Bradesco Asset Macro 22

O Macro 22 é um Fundo Multimercados com estratégia macro. Ele conta com uma gestão diversificada em várias classes de ativos tanto no Brasil como no exterior, como juros, moedas e renda variável.

É um Fundo para o investidor com horizonte de médio a longo prazo, e com um perfil de risco dinâmico.

Fundos de Renda Variável (ou Fundos de Ações)

O FIA Long Only busca superar o índice Bovespa por meio de uma criteriosa seleção de ações com maior potencial de gerar retornos consistentes em mercados voláteis.

Assim, pode combinar posições estruturais de longo prazo com posições táticas de curto prazo. O Fundo tem possibilidade de investir até 20% no exterior, e pode usar derivativos para proteção.

Bradesco Asset Dividendos

O Dividendos é um Fundo de Ações mais defensivo. Ele investe em ações de empresas líderes de mercado, com forte geração de caixa e capacidade de distribuição de dividendos.

Nela, o investidor tem duas fontes de rentabilidade: a valorização das ações e o fluxo de dividendos que elas pagam, que é automaticamente reinvestido.

A estratégia busca superar o IDIV, e tem um Beta menor que o da bolsa. É uma das estratégias mais antigas da Bradesco Asset, gerando retornos positivos com consistência há mais de 14 anos.

E ai, gostou deste artigo? Aproveite para ler a entrevista que fizemos com os gestores da Fundo Atlas One. Está imperdível! Até o próximo artigo!

Deixe seu comentário