• Pesquisar

Glossário Financeiro: Letra N

Um dos grandes desafios enfrentados pelos iniciantes no mercado financeiro (e até alguns veteranos) é dominar a coleção de termos e conceitos específicos do setor.

Para ajudar quem está começando a aprender sobre investimentos, nós do Blog da Ativa Investimentos montamos diversos artigos que compõem um Glossário Financeiro.

Dessa forma, você poderá tirar todas as dúvidas que tiver sobre as principais nomenclaturas do mercado financeiro. Hoje, abordaremos os principais termos com a letra N.

Se restar alguma dúvida ou quiser saber mais sobre algum dos conceitos, não precisa se preocupar: há sempre um especialista da nossa equipe de atendimentos a postos para ajudar você. Então, vamos lá?

NASDAQ (National Association of Security Dealers Automated Quotation System)

A NASDAQ é a segunda maior Bolsa de Valores do mundo em termos de valor, mas a primeira em movimentações diárias (mais de 2,8 trilhões de movimentações por dia). Ela tem sede em Nova Iorque, nos EUA, e é mais procurada por empresas do setor de tecnologia.

NASDAQ 100 Index

O NASDAQ-100 é um índice de Bolsa que calcula os seus pontos com base nas ações das 100 maiores empresas não financeiras que negociam na NASDAQ.

Nota de Corretagem

A Nota de Corretagem é um dos termos com a letra N mais comuns do mercado financeiro. Trata-se de um extrato emitido pela corretora sempre que ela executa a intermediação em uma operação.

Nota Promissória

As notas promissórias são títulos de curto prazo (mínimo de 30 dias e máximo de 180 ou 360) emitidos por empresas para levantar capital de giro.

Notas Explicativas

As Notas Explicativas são documentos que explicam informações das demonstrações financeiras de uma empresa. Elas são usadas por investidores para entender o estado financeiro de uma companhia antes de investir nela.

Novo Mercado

O Novo Mercado é um ambiente dentro da B3 que conta apenas com empresas abertas que voluntariamente adotam práticas de melhor governança, acima do requisitado em lei.

NTN — Notas do Tesouro Nacional

As Notas do Tesouro Nacional são títulos de investimento emitidos pelo Tesouro Nacional para cobrir o déficit do orçamento público. São quase exclusivamente de rendimento pós-fixado e subdivididos em várias séries, cada um com um indexador próprio.

NTN-B — Notas do Tesouro Nacional Série B

As Notas do Tesouro Nacional série B (Tesouro IPCA+) são títulos emitidos pelo Tesouro Nacional com rentabilidade pós-fixada atrelada ao IPCA, que mede a inflação no país.

NTN-C — Notas do Tesouro Nacional Série C

As Notas do Tesouro Nacional série C (Tesouro IGP-M) são uma das subdivisões dos títulos emitidos pelo Tesouro Nacional. Sua rentabilidade é pós-fixada e atrelada ao IGP-M (que também mede a inflação dos preços, sendo mais usado em contratos de aluguéis, escolas, seguros e planos de saúde).

NTN-D — Notas do Tesouro Nacional Série D

Assim como os anteriores termos com a letra N, trata-se de uma subdivisão das Notas do Tesouro Nacional. Neste caso, as NTN-D tem rendimento atrelado à variação da cotação do dólar no Brasil.

NTN-F — Notas do Tesouro Nacional Série F

Também chamadas de Tesouro Prefixado, as Notas do Tesouro Nacional Série F são as únicas que não contam com rentabilidade pós-fixada. Seu rendimento é feito por meio de pagamento de juros semestrais a uma taxa definida no momento da aquisição do ativo.

NTN-H — Notas do Tesouro Nacional Série H

As Notas do Tesouro Nacional série H funcionam da mesma maneira que as anteriores, com a diferença de usarem a Taxa Referencial (TR) como indexador de rentabilidade.

Agora ficou mais fácil entender o significado desses termos com a letra N? Então, não se esqueça de acompanhar as nossas redes socias (Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn e YouTube) para não perder mais conteúdos úteis para os seus investimentos! Até a próxima!

Deixe seu comentário