• Pesquisar

Como usar o Home Broker da Ativa Investimentos

Você já tem conta na Ativa Investimentos, mas ainda não sabe como usar o Home Broker da Ativa? Ou, quem sabe, ainda não é cliente, mas gostaria de conhecer primeiramente quais são os recursos do ambiente de operações da Ativa?

Que tal entender agora, por meio desse tutorial prático, como tirar o melhor proveito do Home Broker e começar a, por exemplo, comprar ações? Sem delongas, vamos direto ao ponto!

Visualização geral da tela do Home Broker da Ativa

O Home Broker da Ativa Investimentos é composto pelo menu inicial, formado pelas seguinte funcionalidades.

Minha Conta

Nesse local, é possível fazer consultas de relatórios e extratos financeiros, de ativos custodiados, dados de aplicações no Tesouro, entre outros recursos.

Cotação

Aqui você visualiza o livro de ofertas do mercado, as melhores ofertas do dia, além de ter acesso a notícias e estudos de análise técnica/fundamentalista (atualizados), feitos por nossos especialistas.

Gráficos

Nosso Home Broker dispõe de 2 gráficos diferentes:

  • Gráfico Traderdata (da TradingView);
  • “Gráfico” (o Chart Trading, da Solutiontech).

Embora as funções básicas sejam similares, além de oferecer mais de uma opção gráfica para a realização de análises, o Chart Trading possibilita executar as ordens dentro próprio gráfico. Por outro lado, o Traderdata é mais intuitivo e já vem pré-configurado com recursos mais detalhados. Ambos são ferramentas fundamentais para a sua tomada de decisão.

Ativa Professional

Aqui você tem acesso ao A-Tryd Pro, uma plataforma de negociação inovadora, para você investir com muito mais recursos e praticidade.

Aluguel

Área destinada a quem tem interesse em alugar suas ações custodiadas ou tomar aluguel junto a outros investidores.

Chat Ativa

Destinado a sanar dúvidas sobre a plataforma.

Abaixo desses menus, é possível visualizar 3 grandes janelas flexíveis diferentes:

  • cotação;
  • ordem;
  • acompanhamento de ordens.

Todas as janelas podem ser minimizadas, fechadas ou configuradas (forma de visualização de colunas, alarmes e painéis, por exemplo). E aqui efetivamente começa nosso tutorial! Continue acompanhando!

Cotação

Esse é seu primeiro caminho para usar o Home Broker da Ativa no máximo de suas potencialidades! Na janela “cotação”, você pode criar uma lista de ativos (carteira) de sua preferência para visualizar seus preços em tempo real.

Sua primeira carteira já vem pré-configurada com o título “Ativa” e as inserções das ações podem ser feitas em “papel”. Basta digitar os códigos (PETR4, VALE5 etc.) no espaço apropriado e confirmar a opção com “enter”. Após isso, todos os detalhes de cada ação (como última cotação, mínima e máxima do dia, média e preço de abertura) serão listados em sua nova carteira, para fins “de estudo”.

Trata-se de um radar importante para monitorar a performance dos ativos que você esteja interessado em negociar, seja em uma compra ou venda.

Se preferir, é possível criar diferentes carteiras, bastando definir um nome e clicar no sinal de “+” ao lado de “incluir carteira”.

Ordem

A janela “ordem” é a área de execução de suas compras e vendas, a mais importante para usar o Home Broker com eficiência. Ela é dividida em 4 menus (ou abas):

  • ordem;
  • stop;
  • stop móvel;
  • agendada;
  • títulos.

Menu “ordem”

Uma vez embasado pelos gráficos (em sua análise técnica), ou pelos indicadores financeiros da empresa (em sua análise fundamentalista), você pode disparar o comando de negociação de seus ativos na aba “ordem”.

Para adquirir 1000 ações preferenciais da Gerdau (uma das maiores gigantes em produção de aço do país), por exemplo, você deve digitar o código do ativo (GGBR4) no campo “papel”. Em seguida, ajuste seu preço de interesse e a quantidade desejada (observando o lote mínimo informado na parte inferior da janela).

Vale lembrar que, por questão de estratégia ou privacidade, você tem a opção de exibir ao Book de Ofertas (ou seja, ao mercado de ações) uma quantidade inferior às ações que realmente vai adquirir.

É fácil! Em “quantidade”, você digita o numerário referente ao tamanho do lote que deseja comprar (de fato) e, em “quantidade aparente”, informa o quantitativo que deseja exibir no livro público de negociações (o número informado deve ser múltiplo do lote padrão de negociação. Por exemplo, quantidade real: 1000; lote mínimo: 100; quantidade aparente: 200).

Uma vez que você tenha inserido o código do ativo, a quantidade e o preço desejados, basta inserir sua assinatura digital e executar a ordem com o botão de confirmação “comprar/vender”.

Menus “stop” e “stop móvel”

Nessas abas, você programa uma ordem que será enviada sempre que o ativo alcançar determinado patamar. Trata-se de um recurso crucial para controlar riscos ao usar o Home Broker.

Exemplo: você pode não ter tempo para acompanhar o pregão do dia seguinte, mas pode deixar pré-agendada uma realização de lucros (venda), caso a ação valorize-se até o ponto que você deseja (stop gain). De forma oposta, você pode programar uma venda, caso o ativo rompa determinada resistência inferior e dê início a uma tendência de baixa (stop loss).

Esse recurso de manejo de risco serve para limitar suas perdas ou assegurar os ganhos de forma mais metódica e livre de impulsos emocionais de momento.

Na aba “stop”, os valores configurados são fixos; já o “stop móvel” (também chamado de trailing stop) permite que o stop se altere automaticamente caso a movimentação do dia flua na direção do interesse do investidor. Mas como isso funciona?

Exemplo prático

Vamos a um exemplo prático: você comprou 1.500 ações PETR4, não poderá acompanhar o pregão e tem medo de que a tendência de alta para esse ativo seja revertida no intraday. Você pode então definir um “preço de disparo”, o “preço limite”, bem como o “início” da função móvel e o “valor do ajuste”.

Pois bem, se o valor da ação cair até o preço de disparo, seu ativo será vendido pelo preço limite. Por outro lado, se a movimentação for positiva e atingir o definido como início para a função móvel, o stop móvel vai ser ajustado automaticamente tanto no preço de disparo quanto no preço limite.

A ideia aqui é limitar perdas, maximizar lucros, assegurar lucros parciais e, é claro, ajudar quem não tem tempo de ficar o dia todo com os olhos no mercado. Comodidade fundamental para usar o Home Broker ainda quando você não está perto dele, certo?

Menus “agendadas” e “títulos”

Nas abas “agendadas”, como o próprio nome indica, você poderá, por exemplo, programar ordens de compra e venda para o call de abertura ou de fechamento.

Por exemplo, suponhamos que você comprou um ativo de uma companhia aérea no final do pregão, mas foi surpreendido no “after market” com a divulgação de dados financeiros negativos. Além disso, tem convicção (por análise técnica e/ou fundamentalista) de que o dia seguinte será de baixa (também chamado de bear market). Em uma situação como essa, você pode já deixar sua venda agendada para os primeiros segundos do pregão e dormir mais tranquilo.

Por fim, a aba “títulos” dará a oportunidade de trabalhar com Tesouro Direto. Aqui, basta clicar em “agendar operações” e então será aberta uma nova janela, na qual será permitido escolher o título (Tesouro Selic, IPCA, Prefixado etc.), vencimento, periodicidade etc.

Acompanhamento de ordens

Por fim, é na janela “acompanhamento de ordens” que você conseguirá suas ofertas ao mercado, com detalhes da:

  • origem;
  • quantidade;
  • cotação;
  • preço total, etc.

Veja que você consegue filtrar suas ordens comuns, de stop, as agendadas e as de compra de títulos.

Restou alguma dúvida sobre como usar o Home Broker da Ativa Investimentos? Quer falar com nossos especialistas sobre o mercado ou seu perfil de risco? Entre em contato conosco e maximize seus resultados! Sucesso e olho no mercado!

Deixe seu comentário

Instagram has returned invalid data.