• Pesquisar
Investment theme stockmarket and finance business analysis stockmarket with digital tablet

Saiba como diversificar seus investimentos com o Aluguel de Ações

Para o investidor de longo prazo, receber os proventos relativos às suas ações é uma satisfação única. Mas você sabia que é possível ganhar ainda mais com seus ativos? Estamos falando do Aluguel de Ações.

O investidor iniciante já sabe das oportunidades de aumentar o capital por meio da especulação ou dos dividendos. Mas há também essa alternativa, que garante renda extra a quem não tem intenção imediata de se desfazer das posições.

Descubra agora o que é o Aluguel de Ações, como o processo funciona e quais são seus riscos e vantagens. Boa leitura!

O que é o Aluguel de Ações?

Você já sabe que as ações são títulos de propriedade de uma empresa de capital aberto. Em outras palavras, esses títulos conferem aos acionistas o direito de posse sobre uma fração de uma empresa.

Para ilustrar, imagine que você tenha uma propriedade imobiliária desocupada. Ainda que você queira vendê-la no futuro, pode ser interessante alugá-la nesse meio-tempo. Assim, você garante uma renda passiva com o imóvel. Muito bem: a mesma coisa pode ser feita com as ações.

Aluguel de Ações é um mercado alternativo dentro do Mercado de Ações da Bolsa de Valores. Com essa estratégia, os investidores podem garantir uma renda extra, além de todos os proventos e valorização dos ativos.

Portanto, alugar ações é a melhor maneira de potencializar ao máximo os resultados dos seus investimentos. Afinal, não há custos e o processo é tão fácil como comprar ações no Home Broker. Confira como funciona, a seguir.

Como funciona e quais são as vantagens do Aluguel de Ações?

Regras gerais

Para dispor suas ações a empréstimo, o investidor deve declarar à sua corretora o interesse de alugar as ações. É ele, o investidor, quem decide o prazo e a taxa de aluguel a ser cobrada dos locatários.

Por regra, o período de contrato de aluguel de uma ação não pode ser inferior a 24 horas ou superior a 2 anos. Contudo, a renovação do contrato é uma possibilidade, muito embora os contratos não durem mais que algumas semanas. Desse modo, é possível a reversão do contrato em 3 modalidades:

  • ao doador — nesse tipo de contrato, o doador pode requisitar a devolução de suas ações quando quiser. Assim, o tomador deverá pagar apenas relativamente ao período em que ficou com as ações;
  • ao tomador— em um contrato reversível ao tomador, este pode solicitar a reversão do contrato quando quiser;
  • ao tomador e doador — aqui, a prerrogativa da reversão do contrato é mútua.

Além disso, os locatários devem oferecer garantias de liquidação para o caso de não devolverem as ações ao proprietário no fim do contrato. Assim, em caso de Liquidação Financeira, o doador estará assegurado de seus direitos. Servem para fins de garantia:

  • Ações;
  • CDBs (Certificados de Depósito Bancário);
  • Títulos do Tesouro Direto;
  • LCIs (Letras de Crédito Imobiliário) e LCAs (Letras de Crédito do Agronegócio).

Os doadores, por sua vez, comprometem-se a não vender suas ações durante o período de aluguel. Ainda assim, eles estarão também impedidos de participar das assembleias de acionistas durante a vigência do contrato de locação.

Taxas e tributos

Os proprietários de ações alugadas não são onerados com qualquer taxa. No entanto, devem declarar Imposto de Renda sobre a remuneração, conforme tabela regressiva do IR, nos moldes da taxação sobre Renda Fixa.

Já os locatários gastam um pouco mais na operação. Além da taxa de aluguel definida pelo doador das ações, o tomador do empréstimo arca também com:

  • taxa de registro de 0,25% para a B3 ao valor mínimo de R$ 10,00 por contrato;
  • emolumentos;
  • tributação sobre rendimentos;
  • taxas adicionais da corretora, se aplicáveis.

Vantagens para os doadores (proprietários)

Investir em ações fica muito mais interessante para o investidor de longo prazo quando se considera o Aluguel de Ações. Afinal, os investimentos passam a gerar maior retorno. Assim, o investidor pode desfrutar de uma renda adicional, seguro de que:

  • não há custo de operação ao alugar ações;
  • são garantidos todos os direitos relativos à posição de acionista;
  • a operação é assegurada pela Companhia de Liquidação e Custódia — CBLC;
  • é possível oferecer para empréstimo ações, Units (Certificado de Depósito de Ações), ETFs (Fundos de Ações com índice de referência) e BDRs (ativos lastreados em títulos estrangeiros).

Vantagens para os tomadores (locatários)

Especialmente em períodos de queda do mercado, emprestar ações é uma excelente estratégia para os especuladores. Isso porque aproveitar oportunidades na baixa do mercado só é possível com a venda de um ativo a se pagar mais barato na recompra.

Nesse caso, o especulador precisa emprestar as ações de um investidor, vendê-las a determinado valor e recomprá-las por um preço mais baixo. Descontados os tributos, taxas e custo de aluguel, o lucro está na diferença do preço de venda e recompra.

Quais são os riscos para os envolvidos na operação?

Para os doadores

Praticamente não existem riscos para os investidores que decidem disponibilizar suas ações para empréstimo. Com a CBLC, os investidores têm garantidos os seus direitos como acionistas caso os tomadores venham a sofrer Liquidação Financeira.

Para os locatários

Verdadeiros riscos, no entanto, são aplicáveis aos locatários. Afinal, como frequentemente se trata de uma estratégia especulativa, pode acontecer de o palpite se mostrar frustrado. Nesse caso, os especuladores devem calcular bem as chances de retorno ao optarem pelo empréstimo de ações.

Além do risco de prejuízo financeiro, caso o mercado caminhe na direção oposta à do palpite, há também a chance de o tomador sofrer Liquidação Financeira. Nesse caso, o prejuízo atinge a margem de garantia e sua posição é liquidada.

Para qual tipo de perfil o Aluguel de Ações é indicado?

O Aluguel de Ações é indicado para todo investidor de longo prazo. Não havendo praticamente qualquer risco, é altamente recomendável aproveitar uma posição de compra para potencializar e diversificar investimentos.

Já tomar ações emprestadas é uma estratégia recomendável para perfis agressivos. Afinal, é necessário conhecimento técnico sobre o comportamento do mercado para garantir as melhores margens de lucro.

Neste artigo, você aprendeu as regras e principais vantagens do Aluguel de Ações. Que tal aprofundar seu conhecimento sobre investimentos inteligentes? Acesse nosso artigo e saiba mais sobre o Mercado de Ações!

Deixe seu comentário

Instagram has returned invalid data.