• Pesquisar
Side view of mid adult man using digital tablet in living room at home

Correlação entre ativos: o que é e como trabalhá-la na carteira?

Powered by Rock Convert

Você já deve ter ouvido que, em investimentos, nunca se deve “colocar todos os ovos na mesma cesta”, não é? Em outras palavras, é fundamental diversificar sua carteira de investimentos para garantir o maior retorno sobre o menor risco possível. Mas você sabia que, para uma boa diversificação, você precisa medir a correlação entre ativos?

Isso significa que é importante compreender as tendências do mercado para saber quais são os ativos ideais para sua carteira.

Neste artigo, você vai entender o que é e qual é a importância da correlação entre ativos para seus investimentos. Continue a leitura para finalmente descobrir como não colocar todos os ovos na mesma cesta e proteger seu capital. Confira!

O que é a correlação entre ativos

Correlação entre ativos é uma medida estatística que demonstra a relação entre ativos. Por essa medida, podemos descobrir se, por exemplo, quando o preço de determinado ativo cai, o de outro ativo tende a subir.

Pense na relação entre o Dólar e o Ibovespa. Já notou como uma queda na Bolsa de Valores brasileira costuma ser acompanhada por uma alta do Dólar? Uma das justificativas possíveis é simples: quando o mercado interno é abalado, os investidores se protegem na moeda americana.

Dizemos então que existe uma correlação entre Dólar e o Ibovespa. Contudo, não se trata de qualquer correlação, mas de uma correlação inversamente proporcional. Ou seja, quando um sobe, o outro costuma cair, e vice-versa.

Contudo, é importante termos claro que isso não se trata de uma relação de causa. Quer dizer, o Ibovespa não cai porque o Dólar subiu. Tampou dizemos que o Dólar sobe porque o Ibovespa caiu.

O que acontece é que a causa do comportamento dos preços desse ativos os afeta de maneira oposta. Portanto, precisamos entender que a correlação entre ativos é puramente estatística. Isso significa que o que aconteceu no passado não é garantia de que acontecerá no futuro.

Quais são os tipos de correlação entre ativos?

A relação entre o Dólar e o Ibovespa é muito específica, e eles costumam caminhar em direções opostas. Mas o contrário também acontece. É o caso do Petróleo e das Ações da Petrobras, por exemplo.

É lógico imaginar que uma empresa que dependa de Petróleo tenha seus ativos valorizados com a alta do preço do barril. Esses são dois exemplos dos tipos de correlação entre ativos medidos no mercado. Vamos conhecer melhor essas medidas a seguir.

Positiva

Correlação positiva é o caso das ações da Petrobras e o preço do barril de Petróleo. Em outras palavras, uma correlação positiva indica que os preços de um ativo tendem a acompanhar outro.

Negativa

Em uma correlação negativa, temos o oposto, como no caso do Dólar e Ibovespa. Ou seja, ativos com correlação negativa tendem a caminhar em direções contrárias: quando um se valoriza, o outro perde valor.

Neutra

Uma correlação neutra entre ativos significa que não há relação aparente. Em tese, não é possível neutralidade absoluta, uma vez que tudo no mercado tem alguma relação, ainda que mínima.

A importância da correlação entre ativos para os investimentos

Ao montar uma carteira de investimentos, queremos garantir o maior lucro possível pelo menor prejuízo. Para isso, a carteira deve ser pensada estrategicamente. Assim, podemos assegurar que uma crise, seja pontual ou em todo o mercado, afete pouco nosso capital.

Por isso, é fundamental medir a correlação entre ativos da sua carteira. Afinal, pense por um instante em uma carteira hipotética cuja correlação seja toda positiva. O que vai acontecer quando o mercado estiver em alta? Grande lucro, correto? Mas o grande perigo é o contrário: em uma queda, tudo se desvaloriza, e o prejuízo pode ser dramático.

Como aplicá-la na carteira

Agora que entendemos o que é correlação entre ativos e seus tipos de medidas, é hora de montar uma carteira. Lembre-se de que uma carteira com muitos ativos caminhando para o mesmo lado é semelhante a colocar todos os ovos na mesma cesta.

Então, o que você acha que devemos fazer para termos uma carteira realmente diversificada? Confira a seguir nossas dicas!

Selecione ativos para a sua carteira

O que você deve fazer então é selecionar ativos com pouca correlação positiva ou correlação negativa. Dessa forma, você garante verdadeira diversificação na sua carteira, com ativos que não estão amarrados uns aos outros.

Com uma carteira diversificada dessa forma, você então passa a estudar o mercado efetivamente, e não apenas os ativos. Com ativos selecionados de diversos contextos, as chances de lucro com menor prejuízo são muito maiores.

Um aquecimento econômico sempre afeta vários setores da economia. Porém, a proporção desse aquecimento ou crise pode afetar ou beneficiar diversos mercados de forma diferente.

Entenda os indicadores

Portanto, para selecionar bem seus ativos, você deve conhecer os indicadores. Estudar o mercado é frequentemente uma análise estatística. Então, para fazer uma avaliação mais completa, além das estimativas, é interessante acompanhar movimento do Ibovespa, do Dólar, do Ouro e de outros ativos, buscando encontrar a razão de seus movimentos.

Diversifique estrategicamente sua carteira de investimentos

Uma vez que você tem noção mais profunda dos humores do mercado financeiro, a diversificação de investimentos é simplificada. Encontrar ativos se torna uma tarefa até mesmo divertida.

O ideal é que você encontre mercados dos quais queira participar. Conhecer as empresas é importante para o caso de investir em Ações. Você também pode buscar proteger seu capital com Dólar ou Ouro. Além disso, Fundos Imobiliários podem ser uma excelente fonte de renda passiva.

Neste artigo, você aprendeu o que é correlação entre ativos e como montar uma carteira verdadeiramente diversificada. Não se esqueça de que, a menos que queira operar Day Trade ou outra forma de operação a curto prazo, é fundamental ter intenção de participar dos mercados pensando no longo prazo.

Gostou de entender o que é correlação entre ativos? Então, o que acha de montar sua carteira de investimentos agora mesmo? Entre em contato conosco e descubra como podemos ajudar você a ter uma carteira altamente lucrativa!

Deixe seu comentário

Instagram has returned invalid data.