• Pesquisar

Entenda as diferenças entre Home Broker e mesa de operações!

Se você quer investir na Bolsa de Valores, eventualmente terá de decidir entre Home Broker e mesa de operações. Afinal, essas são as duas formas de operar nesse mercado.

A Bolsa de Valores funciona via ordens que são emitidas pelos investidores. Sempre que há a intenção de comprar ou vender um papel, é preciso emitir uma ordem para isso. No entanto, para poder realizar essa estratégia, a ordem precisa ser enviada por algum meio.

É aí que entra em cena a dúvida entre Home Broker e mesa de operações. Ambos podem ser usados para emitir as ordens. Quer saber mais sobre o assunto? Então, siga com a leitura!

O que é Home Broker?

Se você é um dos 2,24 milhões de brasileiros que investem na Bolsa, provavelmente já usa um Home Broker. Aliás, só de ter uma conta em uma corretora, você já usa essa ferramenta.

O Home Broker é uma plataforma que conecta o investidor com o mercado financeiro. Ele está disponível online, no site da sua corretora, e permite que sejam enviadas ordens de compra ou venda de papéis.

Além disso, o Home Broker conta com algumas outras funções específicas. Ele permite, por exemplo:

  • ver cotações em tempo real;
  • acompanhar gráficos para análise técnica;
  • acompanhar pedidos de ordens;
  • visualizar livro de ofertas.

O que é mesa de operações?

Assim como o Home Broker, você provavelmente já sabe o que é uma mesa de operações. No entanto, só não deve saber que esse é o nome dela.

Se você já assistiu a algum filme que tenha uma cena em Wall Street, deve ter visto aquelas salas com várias mesas e pessoas de ternos falando ao telefone e olhando para monitores. Cada um daqueles profissionais comanda uma mesa de operações.

Basicamente, a mesa de operações é um intermédio físico, gerenciado por um profissional que cumpre as ordens emitidas pelos clientes. Nela, você tem o relacionamento e atenção dos profissionais, além da praticidade de contar com diversas ferramentas operacionais.

Quais são as diferenças entre o Home Broker e mesa de operações?

Agora que já vimos um pouco sobre o que é cada plataforma, é hora de ver as diferenças entre Home Broker e mesa de operações. Só assim, portanto, podemos decidir sobre qual é a melhor opção.

Acessibilidade

A mesa de operações costuma ser mais acessível para um momento de urgência ou caso você precise do relacionamento com o operador para lançar e acompanhar as suas ordens. Por outro lado, o Home Broker é mais acessível para quem tem maior autonomia e quer agir por conta própria.

Taxa de corretagem

Ambos os sistemas são pagos com base na utilização do usuário. Ou seja: é cobrada uma taxa de corretagem para cada ordem emitida pelo investidor.

Normalmente, o custo da operação via Home Broker é menor. Afinal, o investidor não precisa de um profissional para realizar a ação nesse caso.

Auxílio nas operações

Ao usar o Home Broker, o investidor está por conta própria. Ele mesmo visualiza os gráficos de ações, faz a sua análise e compra (ou vende) os papéis que quiser. No entanto, na mesa de operações, há auxílio ao investidor.

Considerando tudo isso, é hora de decidir: entre Home Broker e mesa de operações, qual é o melhor? Bom, depende muito do seu perfil de investidor.

Por um lado, o Home Broker garante maior agilidade para aproveitar oportunidades. Portanto, é melhor no Day Trade e para quem tem conhecimentos avançados.

Já por outro lado, no entanto, a mesa de operações oferece um serviço personalizado. O custo é maior, mas o investidor está acompanhado.

Você já viu as diferenças entre Home Broker e mesa de operações, mas que tal conferi-las na prática? Para isso, veja como funciona o Home Broker da Ativa Investimentos neste tutorial que preparamos!

Powered by Rock Convert
Deixe seu comentário

Instagram has returned empty data. Please check your username/hashtag.