DCI: Cenário eleitoral determina escolha de ações - ATIVA Investimentos - Blog
Investimentos

DCI: Cenário eleitoral determina escolha de ações

A incerteza no cenário eleitoral incerto determinou a escolha dos papéis para compor as carteiras recomendadas das corretoras para setembro, segundo apuração do jornal DCI desta terça-feira (4). E, nesse ambiente, os analistas preferiram mesclar ações resistentes com outras mais arriscadas e de alto potencial de valorização.

Entre as carteiras de corretoras recebidas pela publicação, a preferência é por papéis que possam ser eventualmente beneficiadas pela alta do dólar nos setores de papel e celulose, siderúrgicas e mineração; mas também ações que estão “descontadas” (com desconto) por causa da indefinição eleitoral como de estatais (Petrobras e Cemig) e do setor financeiro (bancos).

Ainda segundo a publicação, o discurso de candidatos mais de esquerda – de tributar lucros e dividendos de grandes corporações; ou de cobrar impostos regulatórios do spread bancário – considerado negativo para o setor financeiro e para o mercado de ações. Por outro lado, a ida para o segundo turno de candidatos de centro ou mais reformistas poderiam motivar ganhos na bolsa (B3).

O analista da Ativa Investimentos Pedro Guilherme Lima comentou na reportagem: “A Ativa não se posiciona sobre política. Acredita-se que o Bolsonaro vai chegar no segundo turno, mas se o Geraldo Alckmin (PSDB) ou candidato reformista for para o segundo turno em outubro, o mercado talvez possa reagir positivamente”, diz o analista da Ativa, Pedro Guilherme Lima.

Se quiser ler a matéria completa, clique aqui! 

Você deve gostar também
Taxa Selic: o que significa e o que ela diz sobre a nossa economia?
Aprenda como investir na bolsa
Tesouro Direto: veja como escolher o melhor título para investir

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.