IPO: entenda o que é Oferta Pública Inicial e suas vantagens

Você já ouviu falar em IPO? O acrônimo significa Oferta Pública Inicial em português. Trata-se do evento em que uma empresa começa a vender ações pela primeira vez.

Nesse caso, a empresa entra para a Bolsa de Valores. Isso significa, portanto, que ela passa a ter capital aberto e que seus papéis serão negociados com investidores.

Por conta do capital aberto, qualquer pessoa pode se tornar sócia da empresa. Além disso, após a oferta, os donos perdem parte do controle da companhia em troca da captação de recursos.

Durante o ano, são lançadas diversas IPOs (veja uma lista completa com todas que acontecem durante o ano!). Se você quer saber como uma Oferta Pública Inicial funciona e como participar de uma, siga com a leitura!

Por que uma empresa faz uma IPO?

Quando uma companhia decide participar de uma IPO, o objetivo é captar mais recursos. Já no caso de Fundos de Investimento, o objetivo é atrair novos cotistas.

A abertura de capital representa mais dinheiro para projetos de expansão e investimentos, profissionaliza a gestão, melhora a governança corporativa e fortalece a imagem.

Portanto, a abertura de capital pode oferecer várias vantagens para uma empresa. Afinal, se ela conta com projetos interessantes e que trarão rentabilidade, haverá investidores interessados.

Além disso, ser de capital aberto permite que a companhia seja regulamentada por órgãos competentes, que protegem os investidores. Como há informações financeiras e operacionais disponíveis para o público, a situação da empresa fica mais transparente aos sócios.

Qual é a vantagem de participar de uma Oferta Pública Inicial?

Não é só para as empresas que é vantajoso fazer uma IPO. Também existem benefícios para os investidores que participam de uma Oferta Pública Inicial.

Quer saber quais são os pontos positivos? Veja alguns a seguir!

Maior possibilidade de valorização dos investimentos

A principal vantagem de investir em uma Oferta Pública Inicial é o potencial de valorização do papel em questão. Como essa é a primeira vez que a empresa negocia na Bolsa, suas ações estão no “estágio inicial”. Há a possibilidade, caso o negócio seja lucrativo e bem-sucedido, que aqueles papéis se valorizem bastante com o tempo.

Um exemplo clássico disso foi a IPO da Amazon. Em 1997, a empresa abriu sua participação na Bolsa com cada ação vendida a $18,00 dólares. Hoje, cada ação é comercializada ao redor de $2.543 dólares. Isso significa que se você tivesse investido $10.000 dólares na IPO da Amazon, hoje teria $1.411.365,00 dólares, aproximadamente.

É claro que nem toda empresa apresenta esse nível de crescimento. Por isso, é importante fazer uma boa análise dos investimentos. No entanto, essa possibilidade de valorização atrai muitos investidores.

Participação no capital de diversas empresas promissoras

Outra vantagem significativa de investir em uma IPO é a possibilidade de participar do capital de diversas empresas promissoras. Normalmente, as companhias que começam a participar da Bolsa de Valores são negócios modernos, inovadores.

E isso é bem lucrativo! De acordo com o MIT, as empresas com maior índice de criatividade e inovação também apresentam melhores resultados financeiros.

Aquecimento da economia brasileira

Um dos benefícios de se investir em uma Oferta Pública Inicial é sentido de maneira indireta: o aquecimento da economia. Ou seja, comprar ações de uma empresa iniciante ajuda a manter a economia nacional mais forte.

Além disso, quanto mais empresas participam da Bolsa de Valores, melhor para o país. Isso porque mais forte fica a economia, mais investimentos estrangeiros ela traz e melhor pode ficar a cotação do dólar.

Diversidade da carteira de investimentos

Investir em uma IPO abre uma excelente oportunidade de diversificação da sua carteira de ações. Afinal, essa é a oportunidade de adquirir novos papéis de uma empresa totalmente inédita na Bolsa.

Os benefícios de uma carteira diversificada, por sua vez, são muitos. Veja alguns exemplos:

  • maior proteção contra riscos;
  • maiores chances de rendimento;
  • possibilidade de investir em novos mercados.

Flexibilidade de estratégia de investimento

Participar de uma IPO é positivo, pois acomoda várias estratégias de investimentos. Por exemplo, a prática mais comum é a de comprar as ações da empresa e segurá-las por alguns anos. O objetivo é tentar obter aquela valorização significativa que mencionamos antes.

Existem investidores que usam a técnica de flipagem: comprar as ações da empresa antecipadamente para vender no dia da IPO, aproveitando o interesse no começo do pregão.

Abertura de capital: como funciona

O processo de abertura de capital de uma empresa pode levar até um ano e tem um custo elevado. Para passar a ser negociada em Bolsa de Valores, é preciso passar por auditorias e apresentar laudos e relatórios sobre sua situação financeira e patrimonial. É necessário seguir diversas regras para avaliar o risco do investimento e chegar ao resultado de que a empresa merece o crédito e a confiança dos investidores.

Em primeiro lugar, a companhia contrata uma instituição financeira ou consórcio para coordenar o processo da IPO. Eles serão os responsáveis pelo registro da Oferta junto à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e a B3, pela coleta de informações e elaboração de relatórios pertinentes.

Além disso, farão também o “road show “ — momento em que a oferta é apresentada a investidores potenciais.

Após a conclusão dos procedimentos, a empresa emite os comunicados sobre a existência da Oferta Pública Inicial aos demais players do mercado. Então, as ações da empresa são colocadas à disposição. Lembrando que a corretora de valores é responsável por intermediar a transação entre o investidor e a Bolsa.

4 passos para investir em IPO

Se você se interessou pelo que viu até aqui, deve estar com vontade de participar de uma Oferta Pública Inicial. Portanto, é hora de conferir os 4 passos para fazer essa ação. Veja a seguir quais são eles!

Avalie sobre o que se trata a oferta pública

O objetivo é descobrir se a IPO é de renda fixa ou renda variável. No primeiro caso, veja quem é o emissor e os prazos do título. Já no segundo caso, avalie quem é a companhia e qual o ramo em que atua. Se for uma oferta pública de Fundos Imobiliários, fique atento em que o Fundo investe também.

Por se tratar de oferta pública primária, as casas de research têm restrições rígidas quanto à avaliação dos ativos e não podem emitir recomendações positivas ou negativas em relação às empresas ou Fundos. Todas as informações estão nos prospectos e nos demais documentos anexos de cada oferta que você pode acessar.

Abra uma conta em uma corretora de valores

Para participar de uma Oferta Pública Inicial, é necessário ter uma conta em uma corretora que esteja participando da IPO. Em seguida, será necessário estabelecer o valor que deseja pagar pelas ações e o volume financeiro total. Tudo isso dentro dos termos do prospecto, para realizar a reserva junto à corretora, claro.

Dependendo da oferta, não é possível desistir. Por isso, é importante ler o prospecto na íntegra para tomar conhecimento de todos os prazos, valores e informações presentes.

Acompanhe o bookbuilding

Após o prazo de reserva, é realizada a precificação das ações — o chamado “bookbuilding”. Trata-se do mecanismo em que o emissor dará o valor unitário final dos ativos emitidos com base nas reservas coletadas.

Em seguida, é realizada a divulgação do resultado da oferta. Também é informado se ela foi bem-sucedida, ou seja, se atendeu aos parâmetros mínimos estabelecidos no prospecto.

Negocie as ações na Bolsa de Valores

Por fim, as ações serão negociadas na Bolsa, o chamado mercado secundário. A partir daí, o preço unitário pode cair ou subir, segundo as oscilações do mercado.

É comum as ações novas terem, por exemplo, grande volatilidade, especialmente nos primeiros pregões após a oferta inicial, o que reflete a tentativa do mercado. Por isso muita gente faz aquela técnica de flipagem que mencionamos anteriormente.

Agora você já tem tudo que precisa saber para participar de uma Oferta Pública Inicial. Pode ser que essa seja uma boa estratégia para você, mas pode ser que não. Por isso, é importante sempre se manter atualizado sobre as IPOs e seus riscos.

Para se preparar ainda mais para ter sucesso nos investimentos, leia nosso artigo com tudo que você precisa saber antes de investir na Bolsa de Valores!

Powered by Rock Convert

Invista com a gente!

É prático, rápido, seguro e não tem custo. Você pode acessar sua conta de onde quiser e ainda ter vantagens exclusivas.

ABRA SUA CONTA
Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.