A presença feminina no mercado de investimentos

As mulheres estão se tornando cada vez mais ativas e independentes com o passar do tempo. Elas têm aumentado sua participação no mercado de trabalho em cargos de liderança. Esse fenômeno pode ser chamado de empoderamento feminino e é benéfico para a sociedade de forma geral.

No entanto, você sabe qual é a situação das mulheres no mercado financeiro brasileiro e ao redor do mundo? Durante a leitura deste material, vamos explicar melhor sobre atuação delas nessa área e mostrar alguns dados sobre a presença feminina no mundo dos investimentos, sobre o cenário atual brasileiro e mais. Confira!

Qual é a atuação das mulheres no mercado financeiro?

Quando estudamos sobre os principais investidores do Brasil e do mundo, percebemos que a grande maioria são homens. Isso ocorre porque, para fazer investimentos, é preciso ter conhecimentos sobre economia, matemática, finanças, estatística e outras ciências exatas.

Historicamente, essas áreas têm uma predominância masculina em geral, mas não deveria haver estereótipos que afastem as mulheres desse mercado.

Inclusive há inúmeras grandes investidoras brasileiras e estrangeiras que servem de inspiração para as mulheres. Veja algumas delas:

  • Eufrásia Teixeira Leite: filha de barões de café, ela foi incentivada pelo pai para gerir a fortuna. Ao entrar na Bolsa de Valores brasileira em 1873, multiplicou a herança;
  • Sallie Krawcheck: uma das mulheres mais bem-sucedidas de Wall Street e fundadora da Ellevest, empresa dedicada às investidoras femininas;
  • Geraldine Weiss: depois de ser rejeitada por várias corretoras, fundou seu boletim informativo Investment Quality Trends (IQT) em 1966. Ela analisava dividendos de empresas de grande porte e teve um ganho médio de 11,2% nos últimos 30 anos. Isso fez com que fosse conhecida como A Grande Dama dos Dividendos;
  • Abby Joseph Cohen: economista e analista financeira em The Wall Street, já foi líder da Global Markets Institute e chefe estrategista dos investimentos da companhia;
  • Muriel Siebert: foi primeira mulher a ocupar um cargo importante na Bolsa de Valores de Nova Iorque (NYSE). Em suma, ela chefiou uma das firmas-membro da mesma bolsa.

Atualmente, podemos citar duas mulheres com grande influência no mercado financeiro. Uma delas é a Adena Friedman, que é presidente e CEO da NASDAQ. A segunda é a Stacey Cunningham, presidente da NYSE. A presença feminina está se tornando tão relevante nos investimentos que foi criada a imagem da Fearless Girl nos Estados Unidos.

Quais são os principais dados sobre presença feminina no mercado de investimentos?

Até o presente momento, as mulheres ainda são minoria no mercado financeiro e na Bolsa de Valores (B3). Porém, é interessante conhecer esses números e saber como elas estão se empoderando com o tempo.

Renda Variável

Segundo a pesquisa “A Descoberta da Bolsa pelo Investidor Brasileiro”, feita pela B3 em 2020, a cada 4 investidores da B3, uma é

mulher. Esse número não parece significante à primeira vista, mas há um perceptível crescimento na quantidade de mulheres que investem. Nós últimos anos (2018 a 2020), o número de mulheres investindo saltou de 179.392 para 809.533. A participação feminine no total de investidores foi de 22,06% para 25,47% no período. A quantidade de investidoras também duplicou em 2020, ultrapassando a marca de 800 mil, chegando ao marco de 1 milhão em maio de 2021. Outros dados interessantes são que cerca de 1 a cada 3 dos investidores são casais com filhos, enquanto 17% dos entrevistados são casais sem filhos. Além disso, é importante ressaltar que as mulheres foram mais persistentes que os homens na Bolsa. Das 400 mil que entraram no mercado financeiro em 2020, apenas 1 décimo saiu depois de 6 meses. Quanto aos homens, esse percentual foi maior (17%). Ressalta-se que a faixa etária impacta diretamente no tempo de permanência no mercado financeiro. Quanto mais velha e experiente for a pessoa, mais paciente ela será.

Renda Fixa

A mesma pesquisa da B3 mostra que a participação das mulheres no Tesouro Direto é maior, chegando a 40%. Há outra pesquisa denominada Balanço do Tesouro Direto (BTD), de 2020, que traz informações relevantes sobre a participação feminina.

O BTD demonstra que 1 a cada 3 de todos os investidores cadastrados no Tesouro Direto são mulheres. Um terço delas tem entre 16 e 25 anos, enquanto outro terço tem entre 26 e 35 anos. Além disso, mais da metade das investidoras vivem na região sudeste do Brasil.

Como é o cenário atual?

Você já viu que houve grande crescimento na quantidade de investidoras de renda variável, mas o cenário atual é mais positivo. A pesquisa mencionada da B3 revela que as mulheres (e os investidores em geral):

  • diversificaram melhor seus investimentos;
  • estão buscando mais informações e aprendizado;
  • pensam em investir com foco a médio e longo prazo;
  • passaram a reservar maior parte do seu patrimônio a investimentos;
  • entenderam que precisam assumir mais riscos para ganhar mais.

Também é interessante conferir os dados sobre o comportamento das mulheres no mercado financeiro. Veja algumas conclusões interessantes de The Motley Fool, empresa que coleta informações sobre investidoras há mais de 20 anos:

  • mulheres conseguem melhores resultados que homens nos investimentos;
  • apenas 2,5% das mulheres perderam ações em 2015, enquanto 3,8% dos homens sofreram perdas;
  • investidoras são melhores poupadoras que homens;
  • mulheres têm mais investimentos em Planos de Previdência Complementar que homens;
  • elas são menos impulsivas e tomam decisões com mais embasamento.
  • No entanto, quase metade das mulheres se arrepende de não ter investido mais, já que tiveram resultados positivos e melhores que o gênero masculino.

Como a Ativa Investimentos ajuda no empoderamento feminino?

A Ativa Investimentos é uma corretora e plataforma de investimentos que oferece todas as ferramentas necessárias para que mulheres sejam bem-sucedidas. Ela oferece serviços de câmbio de moedas, remessas internacionais, fazem intermédio de leilões na B3 e mais. Como grande parte das investidoras prefere maior segurança, a Ativa oferece vários produtos de renda fixa, como:

No entanto, a Ativa também ajuda as mulheres a investir com segurança no mercado de Renda Variável. A empresa desenvolveu uma personalidade inteligente e perspicaz, combinando perspectivas à altura da experiência da investidora, além de revelar cenas que trazem segurança financeira.

Isso é possível pelo fato de a Ativa investir constantemente na capacitação e treinamento de seus especialistas. Com isso, eles são capazes de maximizar a segurança do patrimônio dos seus investidores e investidoras. Também há disponibilização de ferramentas para todos os níveis de conhecimento, sejam iniciantes, avançadas ou intermediárias.

Por fim, ainda existe a área de Research (pesquisa), que recomenda carteiras, produz relatórios setoriais, faz cobertura de empresas e mais. Assim, você aumenta ainda mais a segurança de seus investimentos sem mensalidades ou custos adicionais.

Com esta leitura, você percebeu que o empoderamento feminino também está alcançado o mercado financeiro. Esse público deseja maximizar seus ganhos e garantir segurança simultaneamente. Para isso, é importante ter o apoio de uma corretora que satisfaça suas necessidades.

Crie gratuitamente uma conta na Ativa Investimentos e faça parte das mulheres empoderadas do mercado financeiro.

Powered by Rock Convert

Invista com a gente!

É prático, rápido, seguro e não tem custo. Você pode acessar sua conta de onde quiser e ainda ter vantagens exclusivas.

ABRA SUA CONTA
Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.