6 tipos de renda passiva para você começar a ganhar dinheiro

Viver de renda passiva é um grande objetivo de quem investe para o longo prazo. Certamente já deve ter ouvido a expressão “fazer o dinheiro trabalhar para você”, não é mesmo?

Renda passiva é isso, ou seja, todo tipo de receita que acaba recebendo sem ter que fazer esforço. Para simplificar, é quando existe um aumento de capital sem ter um investimento contínuo e massivo de mão de obra e/ou de tempo. O grande sonho de muitas pessoas, sem dúvidas.

Para deixar clara a diferença entre a renda passiva e ativa, precisamos ressaltar que a ativa é totalmente o oposto da passiva, afinal de contas, ela depende de esforço, de algum trabalho que seja efetivo. Em outras palavras, caso você trabalhe, terá remuneração. Se não trabalhar, não terá ganho.

Despertei seu interesse na renda passiva? Neste texto, vamos apresentar a você as 6 principais fontes geradoras desse tipo de renda. Continue a leitura para conhecer melhor cada uma delas!

1. Investimento no mercado de ações

Para quem deseja investir pensando no longo prazo essa é uma excelente alternativa. Além disso, o investidor precisa estar disposto a correr riscos. Portanto, se você está considerando começar no mercado de ações, é fundamental ter uma atenção redobrada, sempre levando em conta o perfil de investidor que você tem.

Esse tipo de investimento vale muito a pena, pois, quando você compra uma ação, você adquire uma parte de uma empresa. Logo, se ela conquista uma grande valorização ao longo do tempo, o investimento acaba se valorizando também. Vale lembrar que, além do rendimento da própria carteira, você também tem a chance de receber dividendos.

Uma dica valiosa é que você tenha uma carteira diversificada. Estamos, sim, falando de uma opção de renda passiva, mas é necessário ter consistência nos investimentos para que essa renda realmente ocorra, e claro consciência de todos os riscos envolvidos, dependendo do tipo de investimento que será feito.

2. Marketing de afiliados

Nunca ouviu falar sobre marketing de afiliados? É bem simples de entender: trata-se de fazer parcerias com produtores ou com empresas para divulgar produtos ou serviços.

Por cada venda feita, você tem comissão. Ou seja, é uma forma bem fácil de renda passiva, uma vez que, ao promover um produto ou serviço de outra pessoa, você passa a receber pagamento.

E-mail marketing, blog, mídia social e canal do YouTube são alguns locais onde você pode promover links de afiliados, por exemplo. Além disso, existem algumas plataformas de marketing de afiliados que são bastante conhecidas, como Eduzz, Hotmart e Amazon.

São muitos produtos existentes nessas plataformas, você só tem que escolher considerando o nicho que deseja trabalhar. O mais recomendado é que você promova somente produtos ou serviços que você conhece e sente confiança na entrega.

3. Investimento em bens imobiliários

Outra opção de renda passiva é o investimento em imóveis, só que estamos falando agora de uma opção mais cara. Isso porque exige um investimento inicial maior, sobretudo quando o investidor é novo no setor imobiliário.

Dependendo da quantidade de energia que você pretende investir e dos seus objetivos financeiros, você acaba tendo diversas opções de investimentos em bens imobiliários para escolher. Lembrando que a renda passiva de imóveis pode vir a partir de aluguéis de longo prazo, quando você é o dono total ou de aluguéis de curto prazo, você pode pensar, por exemplo, no Airbnb.

4. Loja de dropshipping

Quando feito com criatividade, temos um modelo de negócio bem simples e uma forma de renda passiva bastante lucrativa. Dropshipping trata-se de um modelo de e-commerce, no qual você é intermediário entre o comprador e o fornecedor do produto.

Então, você cria uma loja virtual e faz as vendas, mas a responsabilidade pela logística e estoque fica com o fornecedor do produto. Os itens que você pode vender no dropshipping são variados, por isso há opções lucrativas.

Além disso, como é você que vai decidir o valor final dos produtos, é possível fazer projeções do quanto conseguirá ter de lucro. É uma grande oportunidade para ter renda passiva em curto prazo, pois você tem caixa rápido, uma vez que consegue adquirir os produtos por um valor menor, vender mais caro e obter lucro.

5. Site comercial ou pessoal

Muitos acabam acreditando que, para ter fonte de renda passiva na internet, é preciso criar um produto e fazer anúncios de forma comercial.

Porém, não é bem por aí. Construir sites comerciais ou pessoais, por exemplo, é uma das formas de ter renda passiva. Pode ser plataforma de freelancer, agência de marketing e várias outras opções.

Resumindo: você pode construir sites capazes de conectar empresas e profissionais e, assim, começar a lucrar com isso.

6. Cursos digitais

Quem é que não tem experiência com alguma coisa pela qual as pessoas podem querer pagar, não é mesmo? Já parou para pensar em transformar seus conhecimentos e habilidades em dinheiro por meio de curso digital?

Estamos falando aqui de uma fonte de renda passiva que permanece gerando retorno financeiro sem que você tenha que trabalhar muito depois da criação.

Pode ser que você já esteja compartilhando seu conhecimento nas mídias sociais e ainda não tenha percebido. Você pode começar a montar um produto ensinando sua especialidade, em vez de doar seu conhecimento de maneira gratuita. Agrupe todas suas ideias em um curso online e transforme seu conhecimento em renda passiva.

Algumas plataformas são ótimas para que você possa colocar seus produtos, como Eduzz, Monetizze e Hotmart. Além disso, você pode também escrever um e-book, ou seja, um livro eletrônico, para vender seus conhecimentos.

Bom, você deve estar se perguntando agora “quando vou poder viver de renda passiva”? Desde o momento em que começar a ter suas primeiras fontes de renda, caso tenha um bom plano de investimentos, você vai passar por 3 etapas até que consiga chegar à aposentadoria:

  • fase de acumulação: ou seja, aqui a finalidade é o acúmulo de patrimônio, já que o investidor ainda é jovem e está buscando diversificar os investimentos;
  • fase de multiplicação: com um patrimônio acumulado, o objetivo nesta fase é multiplicar os recursos e criar estratégias para preservar tudo o que já foi acumulado;
  • fase da preservação e da fruição: depois de ter acumulado o suficiente para conseguir renda passiva, é hora de priorizar maneiras de manter, de se proteger e de desfrutar do portfólio de investimentos e do patrimônio.

O ideal é que você identifique a sua fase atual para começar a trabalhar seu plano de investimentos para, assim, gerar renda passiva o quanto antes.

Já parou para pensar na sua vida quando começar a ganhar dinheiro dormindo, sem ter que cumprir prazos ou fazer inúmeras reuniões no dia? Renda passiva é sinônimo de tranquilidade e de liberdade financeira. Você passa a viver a vida da forma que tanto deseja.

Poder se aposentar antes do tempo é um grande benefício que a renda passiva permite. Além desse, tem vários outros como:

  • aumentar o padrão de vida;
  • conquistar independência financeira;
  • ter liberdade, já que você pode obter os rendimentos de qualquer local, somente tendo acesso à internet;
  • a renda passiva pode ser vitalícia, quando é bem administrada;
  • viver com juros das aplicações;
  • construir uma reserva de emergência.

Como você pôde ver, é possível obter renda passiva de inúmeras maneiras no mercado, basta optar pela opção que mais se aplica ao seu perfil e à sua realidade. Então, já aproveite para começar a criar a sua renda passiva o quanto antes para desfrutar de todas as vantagens que esse tipo de renda garante.

E aí, gostou de saber mais sobre renda passiva? Quer começar a investir agora mesmo? Então aproveite para conhecer essas dicas de como não perder o dinheiro investido. Assim você fica protegido de erros!

Receba conteúdos exclusivos no seu e-mail

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.