Renda Variável: quais foram as aplicações de maior sucesso em 2016? - Blog da ATIVA
Educação Financeira

Renda Variável: quais foram as aplicações de maior sucesso em 2016?

2017 é um ano de lenta retomada para a economia brasileira, acompanhada de muitas mudanças no cenário mundial, em termos econômicos e políticos. Em meio a perspectivas e tendências, o investidor brasileiro, que passou a investir mais, busca oportunidades em um mercado difícil com muitas variáveis.

O ano anterior foi marcado por um forte avanço da Bolsa de Valores. A expectativa é que os ativos de Renda Variável estejam cada vez mais destacados, devido à queda de juros e ao aumento de confiança nas empresas e no consumidor.

Com isso, separamos as melhores aplicações de 2016 e algumas dicas para investimento em 2017. Confira a seguir!

Cálculo do risco

As aplicações em Renda Variável são ativos arriscados, possuem um ótimo rendimento, mas não é algo garantido e podem sofrer muitas oscilações. Comparado aos ativos de Renda Fixa, que possuem maior previsibilidade e garantia, são aplicações para quem tem uma reserva maior e possui um perfil de investidor mais agressivo, além de exigirem um tempo maior de aplicação.

Os ativos de Renda Variável são, principalmente, investimentos em câmbio, investimentos na Bolsa, que fechou o ano com alta de 38,9%, e fundos de investimentos.

Destaques de 2016

Os setores que tiveram maior relevância foram: bancário, de infraestrutura e de consumo, tendo em vista o desenvolvimento das ações e crescimento das empresas atrelado ao movimento de formação de caixa, que propicia a oferta de ações. Os setores mais relevantes mostram como a retomada da economia e do consumo influenciam no mercado de ações.

No setor bancário, Bradesco, Itaú e Banco do Brasil ficaram mais evidentes, uma vez que é um setor com grande participação na dinâmica econômica e com participação de, aproximadamente, 6% no PIB.

A melhora da economia favorece muito o setor de consumo: as empresas voltam a produzir e a comprar e os consumidores, com mais crédito, voltam a consumir, refletindo nas ações. As empresas que merecem atenção são Ambev, Lojas Americanas, Hering e Guararapes.

A Petrobras, que no começo de 2016 apresentava poucas esperanças de destaque, obteve um bom resultado no ano, com foco na formação de caixa e tende a continuar nesse movimento.

Já o setor de infraestrutura conta com a valorização de empresas como Rumo Logística, Ecorodovias e CCR Rodovias, que também obtiveram um resultado satisfatório.

Expectativas para 2017

Para os investimentos em Bolsa de Valores, é importante avaliar muito mais que o mercado. É preciso se assegurar da estratégia utilizada pela corretora ou investidora em fundos de investimento e acompanhar o reflexo dos acontecimentos nas ações. 

Apesar do cenário complicado, as aplicações em Renda Variável são atrativas para os investidores mais ousados e revelam boas oportunidades. É essencial planejar e ficar atento ao mercado para aplicar nas empresas e ações certas.

Para saber mais sobre finanças e investimentos, nos acompanhe nas redes sociais! Mas, se ainda tiver algum questionamento sobre esse assunto, conta pra gente nos comentários.

Você deve gostar também
Saiba quais cuidados se deve ter para usar bem o cartão de crédito
O que é a BM&FBovespa?
Educação financeira: 8 dicas para ensinar os filhos sobre dinheiro

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.