Resultados Trimestrais: como acompanhar os relatórios das empresas?

Powered by Rock Convert

O começo do segundo semestre é tradicionalmente conhecido por ser um período de divulgação dos relatórios trimestrais. Portanto, é a época em que vemos uma movimentação atípica no preço das Ações na Bolsa.

Isso acontece porque os resultados das empresas influenciam significativamente no preço de suas Ações. Companhias que apresentam bons números se valorizam, enquanto as que têm prejuízo veem suas Ações caírem.

Mas você sabe o que são os resultados trimestrais? Tem ideia de como eles podem afetar a sua carteira de investimentos? Se quer investir na Bolsa com maior sucesso, precisa aprender. Portanto, siga a leitura abaixo!

O que é a agenda de resultados?

Todas as empresas de capital aberto (portanto, com presença na Bolsa) precisam divulgar os seus resultados financeiros publicamente. Essa é uma exigência da CVM para garantir que os investidores tenham acesso às informações para análise.

As empresas são obrigadas a divulgar os resultados trimestrais e anuais. No entanto, também podem soltar parâmetros com outras periodicidades, se quiserem.

Portanto, com essa exigência, monta-se uma agenda para que os lançamentos sejam mais ou menos na mesma época. Isso facilita a montagem de estratégias e verificação de resultados.

O que são os resultados trimestrais?

O relatório trimestral serve como um parâmetro da empresa naquele ano e, portanto, tem menos informações do que um relatório anual. Basicamente, são essas as grandes informações disponibilizadas:

  • descrição geral do faturamento;
  • visão dos gastos;
  • ativos e passivos;
  • lucro líquido.

Muitas empresas também incluem o Ebitda (lucros antes dos juros e impostos), além de uma comparação com o trimestre anterior e o mesmo período do ano anterior.

Os resultados trimestrais são, como mencionado, uma exigência da Comissão de Valores Mobiliários para as empresas de capital aberto. As companhias que não divulgarem os documentos no prazo correto podem receber uma multa diária por parte da CVM.

A função da Comissão nesse caso é garantir que as informações sobre as empresas sejam de fácil acesso para os investidores. Desse modo, há a garantia de que as decisões de aplicações na Bolsa são livres de fraudes. Por isso, a CVM organiza a agenda de resultados de acordo com a sua Instrução CVM 608.

Esse calendário é divulgado no próprio site da CVM. O investidor pode, portanto, acompanhar as datas com as obrigações das empresas. Em seguida, deve ir até o site oficial da companhia que quer analisar.

No site de todas as empresas deve ter uma seção para investidores no menu. Ela é normalmente chamada de Relações com Investidores (ou RI).

Ao clicar ali, o investidor é levado para um subdomínio onde estão reunidos todos os dados oficiais divulgados pela empresa. Deve haver a opção de fazer o download do relatório trimestral e anual atual, além de períodos passados também.

O que deve olhar e analisar nos resultados?

Ter acesso aos relatórios trimestrais é apenas uma parte do trabalho do investidor. Em seguida, é necessário usar princípios de análise fundamentalista para poder entender o documento.

O primeiro ponto a analisar é se o lucro líquido da empresa cresceu ou se manteve no mesmo nível anterior. Isso mostra a saúde financeira da empresa. Além disso, é dali que saem os dividendos. No entanto, não basta apenas que a empresa tenha tido lucro, é essencial também que esse resultado venha de bons fatores. 

Por exemplo, a companhia pode ter registrado um lucro maior, mas isso veio da venda de ativos produtivos (maquinário) ou da dispensa de funcionários. Nesse caso, o lucro líquido é maior, mas não é positivo, pois não tem origem em melhores resultados econômicos.

Além disso, é importante que haja uma comparação com outras empresas do mesmo setor. Suponha que a empresa em que você investe teve uma queda de 10% no lucro líquido. Parece ruim, claro. No entanto, se a média do setor foi uma redução de 15%, não é um resultado tão problemático assim, especialmente se a razão para isso for pontual e não sistemática.

Outro ponto a analisar é o nível de gastos da empresa. Normalmente, muitos gastos significam uma operação ineficiente. No entanto, isso não funciona sempre assim.

Muitas startupsregistram prejuízo durante seus primeiros anos, pois estão na fase de rápida captação de clientes. Portanto, é normal ter gastos altos. Eventualmente, no entanto, os números precisarão se adequar para a empresa ter lucro.

Por isso, é essencial analisar a natureza dos gastos dos relatórios trimestrais. De onde eles vieram? São novos investimentos para melhorar os lucros da empresa? Se sim, estão dando resultado? Quando darão? Essas perguntas devem ser respondidas na análise do investidor.

Outros dois fatores importantes para a análise são o Ebitda e o nível de endividamento das empresas. Essas informações costumam estar nos relatórios trimestrais também.

O Ebitda é importante porque mostra o potencial de geração de caixa da empresa. Um alto Ebitda (mesmo que não resulte em um grande lucro no momento) costuma ser um bom sinal. Se a empresa teve um resultado melhor nesse elemento do que no período passado, é sinal de está tendo um bom gerenciamento financeiro.

Já o nível de endividamento da empresa fala sobre a sua sustentabilidade corporativa. Um determinado nível de dívidas é esperado (podem ser oriundas de investimentos), mas a situação deve estar sob controle.

Como os relatórios impactam os seus investimentos?

A divulgação dos relatórios trimestrais deve servir como fator confirmador de uma estratégia de longo prazo. Afinal, ter acesso aos documentos é como espiar dentro da empresa para ver se está tudo em ordem.

O investidor que faz análise fundamentalista deve ler os relatórios em muita atenção, pois eles podem ditar a sua carteira. Por exemplo, suponha que uma empresa específica registra um Ebitda em queda há 3 ou 4 trimestres. É sinal de que ela está com dificuldades para gerar caixa. Portanto, pode ter problemas à frente.

Talvez mais importante do que isso, no entanto, é o fato de que as ações das empresas costumam ter correlação positiva com seus lucros. Portanto, um relatório trimestral negativo pode derrubar o preço de um papel, o que afetará a sua carteira de investimentos.

É claro que somente um relatório trimestral não é o suficiente para modificar o curso de uma estratégia de longo prazo. Por outro lado, vale a pena ligar o sinal de alerta e acompanhar aquela empresa com mais atenção.

Agora que você já sabe o que são os relatórios trimestrais, já tem uma ferramenta extra para suas análises. Lembre-se de acompanhar o calendário da CVM e usar essas informações para sua estratégia.

Caso você esteja pensando em dedicar mais tempo do seu dia para as atividades na Bolsa, confira agora mesmo as principais razões para contar com uma plataforma trader profissional para ajudar você!

Invista com a gente!

É prático, rápido, seguro e não tem custo. Você pode acessar sua conta de onde quiser e ainda ter vantagens exclusivas.

ABRA SUA CONTA
Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.