viver de dividendos

É possível viver de dividendos? Saiba o que você precisa fazer!

Não é nenhuma novidade que o brasileiro sonha em viver de renda. Afinal, quem não gostaria de ter maior segurança financeira na vida? Apesar de parecer um sonho inalcançável para muitos, viver de dividendos pode ser bem possível, na verdade.

Uma das vantagens de investir na Bolsa de Valores é que existem muitas formas de ganhar dinheiro. A mais conhecida, claro, é pela valorização das ações compradas. No entanto, também é possível gerar renda recorrente pelo recebimento de dividendos.

Se você gostaria de ter uma renda frequente, precisa aprender como investir em dividendos do jeito certo. Quer saber como esse mecanismo pode ajudar na sua vida financeira? Então siga a leitura abaixo!

O que significa viver de dividendos?

Viver de dividendos é investir seu patrimônio em ações de empresas que pagam parte dos lucros aos acionistas. Assim, é possível alcançar uma renda regular grande o suficiente para tirar o seu sustento dali. Ou seja: você não precisaria mais trabalhar, vivendo apenas dos ganhos das ações.

As ações são um dos 5 ativos geradores de renda do mercado financeiro. Além dos dividendos, temos:

Sonho para qualquer investidor, esse nível de sucesso exige diversificação de investimentos, escolha estratégica das melhores ações, entre outras iniciativas que você conhecerá ainda neste artigo.

Quais são as principais vantagens de viver de dividendos?

Existem muitas razões para adotar a estratégia de crescimento de patrimônio com dividendos. Veja as principais a seguir.

Isenção fiscal

Os dividendos estão entre as poucas aplicações do mercado financeiro sem cobrança de impostos. Outras que podem ser mencionadas são os ganhos de aluguel dos Fundos Imobiliários (uma forma de renda recorrente) e as LCAs e LCIs por mais de um mês.

Uma das vantagens disso é que você pode pegar essa parte que seria para impostos e reinvestir na sua carteira, aumentando seu capital em progressão geométrica. Nada mal, não é mesmo?

Fácil entendimento da mecânica de pagamento

Os dividendos são creditados em conta corrente após aprovação do Conselho de Administração da empresa e comunicação à CVM. Como você verá abaixo, há poucas situações em que uma empresa se vê desobrigada a fazer a divisão dos lucros na forma de dividendos, o que torna esse recebimento mais previsível.

Transparência no cálculo de pagamento

Você pode descobrir o valor que receberá de dividendos por uma ação com o seguinte cálculo:

  • Dividendos = Dividend Yield x preço da ação.

Por exemplo, se uma empresa resolver pagar 5% de Dividend Yield anuais para os acionistas e seu papel tem custo unitário de R$35,00, então teríamos:

  • Dividendos = 0,05 x R$35,00 = R$1,75

Logo, se você tiver em custódia 5.500 ações, receberá R$9.625,00 de dividendos (R$1,75 × 5.500).

Quanto é preciso investir para viver de dividendos?

Não é fácil dizer quanto alguém precisa investir para viver de dividendos. A resposta pode variar muito, indo de muitos milhares para até alguns milhões. Para saber a resposta, é necessário definir:

  • quanto você precisa receber para viver de dividendos;
  • qual o Dividend Yield da ação que você pretende comprar.

Começando pelo primeiro ponto, faça um levantamento de quanto você precisa mensalmente para viver. Insira todos os seus gastos para manter um padrão de vida confortável. Vamos supor, apenas para fins explicativos, que esse valor seja de R$4.500,00. Portanto, você precisaria de R$54.000,00 anuais (12 x R$4.500,00).

O próximo passo é achar o Dividend Yield da ação que você pretende comprar. Esse valor é a proporção do valor do dividendo pago por cada ação em relação ao valor do próprio papel. Por exemplo, se o valor de uma ação é de R$100,00 e a empresa pagou R$6,00 por ação, então o Dividend Yield é de 6%. 

Para ajudar a explicar, vamos supor que você encontrou uma ação cujo Dividend Yield dos últimos 12 meses foi de 4,77%. O próximo passo é multiplicar esses dois fatores para chegar ao resultado de quanto investir. No nosso caso, seria:

  • R$54.000,00 X 4,77% = R$1.132.075,48. 

Isso significa que a melhor ação para comprar e viver de dividendos é a que gera melhor Dividend Yield? Na verdade, não exatamente. Nós vamos explicar mais precisamente como escolher bons papéis para receber dividendos. No entanto, antes disso, precisamos falar sobre outros rendimentos que as ações geram.

Quais os tipos de proventos distribuídos pelas empresas?

Existem várias maneiras das empresas distribuírem proventos para os acionistas. Os dividendos são apenas uma dessas formas. Veja outras a seguir!

Juros sobre Capital Próprio (JCP)

A diferença fundamental entre dividendos e JCP é que, no primeiro, o pagamento é livre de impostos, enquanto sobre o segundo incide tributação. Exatamente por isso, é preciso verificar, quanto ao anúncio do pagamento desses proventos, se o valor será bruto (antes do desconto de impostos) ou líquido (tributos já deduzidos).

Para as empresas, também há uma diferença interessante: o pagamento de juros sobre capital próprio permite seu registro contábil como despesa financeira, o que resulta em redução do lucro tributável, derrubando o IR a ser pago.

Bonificação

Diferentemente dos dividendos e dos JCPs, que se referem a proventos em dinheiro, na bonificação, as ações são os alvos de divisão. Trata-se de um mecanismo de distribuição gratuita de novas ações (na proporção do que cada investidor tem em custódia), por conta do aumento de capital da sociedade ou de incorporação de reservas.

Dividendo especial extraordinário

Pago em virtude da ocorrência de fatos inesperados, como fusão ou aumento de caixa. Quem recorreu recentemente a esse instituto foi a Embraer, que, após a conclusão do negócio com a norte-americana Boeing, anunciou a entrega de US$ 1,6 bilhão em dividendos especiais extraordinários.

Como escolher boas ações para viver de dividendos?

A sua capacidade de viver de dividendos está diretamente ligada à sua escolha de ações para investir. Afinal, comprar papéis de boas empresas é essencial para isso. Mas será que basta apenas escolher a ação com maior Dividend Yield? Na verdade, não.

É claro que a ação ter um bom Dividend Yield é importante para escolhê-la para sua carteira. No entanto, esse não é, nem de longe, o único fator a se considerar. É essencial fazer uma boa Análise Fundamentalista para escolher as suas ações. Veja a seguir algumas dicas que vão ajudar a escolher as melhores ações:

  •  veja o histórico de pagamento da empresa. É claro que pagamentos passados não significam pagamentos futuros. No entanto, são bons indicadores da política de dividendos da empresa;
  • análise a DRE (Demonstração de Resultado de Exercício) das empresas. Isso ajudará a entender se o pagamento de dividendos vem de lucros sustentáveis ou não;
  • conheça o mercado em que a empresa está inserida. Mercados em crise são menos prováveis de gerar bons dividendos;
  • pesquise a gestão da empresa. Negócios bem geridos, com foco em boa governança corporativa, tendem a gerar lucros mais consistentemente.

O que é preciso fazer para elaborar uma estratégia?

Para formar uma estratégia de investimento em dividendos, é importante ter a consultoria de um profissional de investimentos que acompanhe o mercado de perto. O processo envolve as seguintes iniciativas.

Conhecer a operacionalização do pagamento

Para viver de dividendos, é preciso conhecer algumas nomenclaturas básicas, como:

  • data de registro — dia que as empresas usam para definir quem são os acionistas elegíveis para receber dividendos;
  • data ex-dividendo — uma data em que a ação em específico deixa de poder receber dividendos;
  • data de declaração — é o dia em que o Conselho da empresa revela os detalhes sobre os dividendos que serão pagos.

Escolher boas empresas que pagam dividendos

Uma forma de descobrir quais são as empresas que pagam mais dividendos é realizando a divisão do pagamento a ser feito pelo valor da ação antes do repasse dos proventos.

Estudar a fundo a saúde financeira das empresas

Viver de dividendos é perfeitamente possível, desde que esse fluxo venha de empresas sólidas, de gestão transparente e com alto potencial de crescimento. Mas como obter esse diagnóstico?

A maneira mais comum é com análise fundamentalista, uma avaliação profunda da situação econômico-financeira, contábil e mercadológica da companhia.

Esse estudo busca fazer um raio-X da empresa, projetar resultados futuros e estimar o valor justo para suas ações, o que é alcançado mediante verificação de demonstrativos de resultados, balanços patrimoniais, relatórios contábeis, etc. Desses documentos, extraem-se indicadores-chave ao investidor, como Margem Líquida, Lucro por Ação, Preço/Lucro das Ações (P/L) e EBITDA.

A análise fundamentalista é, portanto, um retrato da empresa em determinado período, um parâmetro tão importante a um acionista quanto uma bússola é a um navegador.

Montar um planejamento com juros compostos

Falamos aqui que é possível viver de dividendos, mas, para isso, é imprescindível ter um planejamento com metas de retorno, regulação da compra de ações e reinvestimento dos ganhos.

Seria o caso, por exemplo, de ter 2.000 ações de uma empresa que acaba de anunciar distribuição de R$ 2,50 por ação a título de dividendos.

Imagine que, após a distribuição, o preço das ações preferenciais tenha chegado a R$15,00. Com os R$ 5.000,00 que você ganhou (2.000 × 2,5), poderá comprar mais 333 ações, aumentando ainda mais sua base de cálculo na próxima distribuição de dividendos.

Conhecer as situações em que não há pagamento de dividendos

Casos em que a empresa pode não pagar dividendos:

  • insuficiência de lucros — se não houver lucro no exercício ou em exercícios passados, os acionistas não recebem dividendos;
  • manutenção de ações na tesouraria — há situações em que a empresa compra suas próprias ações (para cancelamento ou posterior revenda). Enquanto elas estão na tesouraria, não há geração de dividendos;
  • situação financeira incompatível com a distribuição de dividendos — previsto no artigo 202, § 4º da Lei 6.404/76. Se a empresa tiver lucro, mas estiver mergulhada em dificuldades, é permitido, mediante comunicação à CVM, adiar a distribuição de dividendos.
  • montante é suficiente apenas para pagamento dos dividendos “fixos”/“mínimos” — se o estatuto prever o pagamento dos dividendos nesse formato, caso o lucro líquido seja suficiente apenas dar conta dos portadores de ações preferenciais, os demais acionistas (com ações ordinárias) não receberão dividendos.

Montar uma carteira diversificada

Viver de dividendos passa pela montagem de uma carteira recomendada de investimentos, diversificada e com foco no médio e longo prazo. Direcionar todo o seu dinheiro para um único investimento eleva exponencialmente seu risco de forma desnecessária.

Independentemente de qual seja esse ativo, é importante se diversificar. No caso de quem quer dividendos, é essencial investir em empresas diversas, de vários segmentos, para poder se proteger.

Deve ser observado também o histórico de distribuição, o dividend yield, além do rigor da companhia em realmente promover a liberação dos valores periodicamente.

Buscar uma corretora de valores que ofereça assessoria especializada

Por mais experiente que seja o investidor, a escolha da corretora de valores é crucial no sucesso da estratégia.

Quem recorre a uma corretora com tradição e know-how no mercado financeiro tem à disposição uma equipe de experts em investimentos, contando com monitoramento permanentemente do mercado em busca das melhores oportunidades.

Por que contar com a ajuda da Ativa Investimentos?

Caso você tenha a meta de viver de dividendos, a ajuda da Ativa Investimentos pode aproximar você desse objetivo. Isso porque nós temos recursos importantes que auxiliam nossos clientes a gerar renda recorrente de maneira mais fácil.

Um desses recursos é a nossa Carteira de Dividendos. Ela é composta por ações com bom potencial de dividendos, excelente para quem deseja criar renda recorrente. Além disso, no momento de fechamento desta matéria, a carteira cresceu seu patrimônio em 81,78% desde 2010. Esse é um resultado melhor do que o índice Ibovespa!

Além disso, nossos clientes têm acesso a relatórios de Análise Fundamentalista constantemente. Esses relatórios ajudam no processo de tomada de decisões e identificação de boas empresas. Assim, fica mais fácil identificar as empresas mais recomendadas para colocar na sua carteira.

É claro que viver de dividendos não é tarefa fácil. Nem mesmo é algo rápido, que você conquistará do dia para a noite. No entanto, é um objetivo que é possível de ser alcançado com dedicação e o apoio certo. E esse apoio pode ser o da Ativa Investimentos.

E aí, quer colocar em prática seu sonho de viver de dividendos? Então entre em contato com a nossa equipe de atendimento agora mesmo!

Powered by Rock Convert

Invista com a gente!

É prático, rápido, seguro e não tem custo. Você pode acessar sua conta de onde quiser e ainda ter vantagens exclusivas.

ABRA SUA CONTA
Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

6 Comentários

  1. Queria orientação de quem procurar par formar uma carteira de dividendos.
    Já sou cliente da Ativa

    1. Oi, Estelio! A nossa equipe de analistas produzem todo mês recomendações através do relatório “Carteira Dividendos” que é formada a partir de ativos que possuem boa distribuição de dividendos. Segue o caminho para acessar a carteira: https://www.ativainvestimentos.com.br> Analises e Mercados> Relatórios> Analise Fundamentalista> Carteiras Recomendadas

      Mas caso queira tirar dúvida sobre esse relatório, segue nosso telefone de atendimento que te ajudará da melhor forma possível: 4007 2447

  2. Tenho ações da bradespar mais nunca recebi meus dividendos, como fazer para receber o que não foram pagos

    1. Olá, Valter, tudo bem? O última vez que a Bradespar divulgou que distribuiria dividendos foi em dezembro de 2019. Lembrando que a empresa só é obrigada a distribuir dividendos entre outras possibilidades de distribuição de resultados caso ela tenha lucro. Indico entrar em contato com o seu assessor para, juntos, estudararem como anda a saúde financeira dessa empresa e assim entender as possibilidade de distribuição de dividendos. Espero ter ajudado 🙂

  3. Poderiam me fornecer uma corretora física em Valinhos ou Campinas?

    1. Olá Nelso, tudo bem? Não temos escritórios físicos nessa região. Porém, nossas filiais mais próximas são em São José dos Campos e São Paulo capital. Será um prazer atendê-lo. Qualquer dúvida é só falar conosco pelo 0800 285 0147. Espero ter ajudado! 🙂 Um abraço.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.