Como investir com pouco capital em empresas da Bolsa?

Antes de falarmos sobre as oportunidades para lucrar com investimentos na Bolsa de Valores, é interessante descontruir a ideia equivocada de alguns investidores iniciantes de que a Bolsa é um ativo.

Na verdade, ela funciona como uma espécie de “marketplace”, um espaço que regula a compra e venda de empresas de capital aberto, mais precisamente, suas ações, que representam uma parcela de seu capital.

Sendo assim, quando buscamos a Bolsa de Valores para investimento, estamos atrás de empresas bem gerenciadas que possam fazer com que esse dinheiro alocado retorne em forma de lucro.

Porém, como montar uma carteira rentável?

Como avaliar quais as boas empresas para investimento? Existe uma quantia mínima para investir na Bolsa?
Quanto necessito para investir e como encontrar as boas empresas?

Não há valor mínimo para investir na Bolsa. É possível, inclusive, comprar apenas uma única ação de uma empresa no mercado fracionário ou uma única cota de um ETF (sigla em inglês para Exchange Traded Funds, que são fundos de índices) do índice Ibovespa, por exemplo.

Já a seleção de empresas para compor a carteira, confesso que essa é uma tarefa que demanda paciência, estudo e, algumas vezes, a orientação de especialistas.

Para tentar tornar isso mais claro, vamos utilizar a seguinte analogia: imagine que vamos ser sócios de um
restaurante, mas não temos tempo de visitar o local todos os dias. Para termos um pouco mais de certeza de que o investimento será rentável, fazemos três perguntas básicas: o restaurante dá lucro?

O meu outro sócio é honesto e está alinhado com os meus interesses? O gerente do restaurante é competente?

Trazendo este exemplo para o mundo real do mercado financeiro, a primeira pergunta trata sobre a análise dos números da empresa e se ela entrega bons resultados, para realizar essa análise, a linha favorita dos analistas é a Geração de Caixa.

Além disso, é necessário avaliar o relatório de resultados da empresa, seu balanço, dentre outros documentos emitidos pelo seu departamento de Relação com Investidores e complementar com os materiais desenvolvidos pelo time de análise de sua corretora (na Ativa contamos com essa ajuda de forma gratuita).

Caso ainda não se sinta confortável para fazer sua própria carteira ou não tenha tempo para acompanhar os resultados das empresas, procure orientação de profissionais. Fundos de investimentos em ações, que contam com gestores e equipe dedicada de analistas; além de carteiras recomendadas, podem fazer essa tarefa de escolher as empresas por você.

Na Ativa, por exemplo, contamos com o Núcleo Executivo de Bolsa, NEB, um diferencial da casa que monta uma carteira personalizada para cada cliente de acordo com seu perfil.

Fundos de Investimentos em Ações

Em relação a esse produto específico, é essencial analisar o fundo em que você está pensando em investir e, para isso, vale uma conversa com seu assessor.

Entretanto, separei algumas dicas sobre esse tipo de ativo:

– procure fundos com um histórico de pelo menos 3 a 5 anos e que possuam uma boa performance; observe também a volatilidade da cota e entenda que haverá momentos de quedas acentuadas, são nessas épocas que você deve dar mais tempo ao gestor antes de desistir;

– fundos com um patrimônio acima de R$ 300 ou R$ 400 milhões podem apresentar mais estabilidade de sua equipe de gestores e contar com mais recursos para realizar suas análises;

– e, por fim, evite conferir a cota toda semana ou todo mês, lembre-se que esse tipo de investimento traz retornos no longo prazo.

Montando sua carteira

Hoje, excepcionalmente, vou compartilhar uma de nossas carteiras, a Strategy, que possui objetivos de longo prazo e um longo histórico, desde 2009.

No mês de março, ela encerrou com rentabilidade de 105,7%, versus 62,5% do Ibovespa no período histórico. O objetivo central aqui é mostrar que é possível montar a mesma carteira com R$ 5.000,00, atuando no mercado fracionário, da seguinte forma:

A primeira parte da tabela (à esquerda), temos a carteira teórica recomendada.

Na tabela seguinte, fizemos uma simulação para replicar a Strategy, preservando o peso de cada empresa na carteira, com um financeiro total de, aproximadamente, R$ 5 mil, com o simples objetivo de mostrar que é possível investir em boas empresas sem a necessidade de ter um capital milionário.

Importante também frisar que a escolha dessas empresas foi feita com base na análise do time da Ativa que considera os seus resultados, a qualidade das empresas e as perspectivas futuras de crescimento e/ou geração de caixa.

Investimentos na Bolsa brasileira serão cada vez mais comuns e o investidor tem, hoje em dia, muitas ferramentas à sua disposição para entrar nesse mercado de diversas formas, sem a necessidade de um grande aporte de capital.

Isso tudo ajuda bastante, mas não elimina a necessidade de estudar sobre o assunto, entender os riscos e contar com a ajuda de um assessor para mitigá-los e encontrar as melhores oportunidades.

Powered by Rock Convert

Invista com a gente!

É prático, rápido, seguro e não tem custo. Você pode acessar sua conta de onde quiser e ainda ter vantagens exclusivas.

ABRA SUA CONTA
Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.