Update sobre os novos modelos de automóveis novos e usados

No Palavra do Especialista de hoje, faremos um update sobre as nossas coletas de preços de veículos novos e usados que buscam correlacionar os respectivos itens dentro do IPCA.

Inicialmente, ressaltamos que nosso modelo de automóveis novos usa os dados da FIPE para tentar correlacionar com o subitem “Automóvel novo” do IPCA, cujo peso é de aproximadamente 3% do índice.

Por sua vez a coleta de usados aglutina os dados de veículos mais vendidos, de acordo com a Fenabrave, e busca reproduzir a metodologia do IBGE para o subitem automóveis usados no IPCA (peso de 1,94% em out/21), a fim de chegarmos a uma melhor projeção. Também com dados da tabela de veículos FIPE.

As coletas seguem com uma amostragem estatística pequena em número de meses, mas é extensa em quantidade de veículos, uma vez que precisaríamos estimar a lista utilizada pelo IBGE, que, por sigilo de informação, não pode ser divulgada.

Como adiantado, atualizamos a nossa coleta de automóveis novos do IPCA. Reforçamos que se trata de uma coleta de preços com base na tabela Fipe e ponderamos cada veículo com peso binário, bem como o mês de atualização do peso das montadoras (Fenabrave) a fim de minimizar os desvios absolutos das variações mensais da nossa coleta com o observado para o subitem automóveis novos do IPCA.

Após 3 meses com variações superiores a 1%, a projetação para o mês de novembro aponta para uma taxa de 0,85% para o subitem. O desvio médio da coleta é de 16 bps.

No tocante a automóveis usados, destacamos que recentemente nossa coleta vem apresentando um desvio relativamente constante, ao redor 50bps. Assim, como a estimativa indicando alta de 1,51%, de maneira conservadora, incorporamos à nossa projeção para automóveis usados do IPCA de novembro uma taxa de 1,01%.

De todo modo, e com ciência da limitação do modelo, publicamos nossa estimativa para dezembro no subitem, 0,52%. Desde já, alertamos que a coleta total na FIPE permanecerá, não apenas os veículos selecionados, a fim de continuarmos com os testes ao longo de pelo menos todo 2021.

Por fim, nossa expectativa é que o IPCA apresente alta de 1,15% em novembro, encerrando o ano em 10,2%, enquanto estimamos a alta de 4,5% em 2022

Conte sempre com a Ativa. Para quaisquer dúvidas, estamos à disposição. Até o próximo artigo!

Invista com Ativa!

É prático, rápido, seguro e não tem custo. Você pode acessar sua conta de onde quiser e ainda ter vantagens exclusivas.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.