Mercado de Ações: saiba como se tornar sócio de uma grande empresa - ATIVA Investimentos - Blog
Investimentos

Mercado de Ações: saiba como se tornar sócio de uma grande empresa

Gostaria de se tornar sócio de empresas com pouco dinheiro? Então, é hora de você entrar no mercado de ações. Se você ainda tem medo do tema, calma. A partir de agora, vamos tirar suas principais dúvidas e o assunto vai parecer mais simples até do que parece. Vamos lá?

O que é ação?

É a menor parcela do capital social de uma empresa, ou seja, é um título patrimonial que dá direitos e deveres a um sócio.

Por exemplo: uma empresa que vale R$ 1.000 e quer atrair investidores, ela pode se dividir em 1.000 partes e vender cada uma delas. Cada um desses pedacinhos chama-se ações.

Mas como se compra ações?

Para comprar ou vender ações, a empresa recorre a ajuda da Bolsa de Valores. É ela que fica responsável pelos registros das transações de compra e venda e por guardar esses títulos.

E você: como vai conseguir comprar? É aí que entra o papel da corretora de valores, pois é por meio dela que o investidor tem acesso as opções de investimentos disponíveis. Você poderá então escolher quais e quantas ações quer comprar. A corretora, nesse caso, funciona mesmo como um supermercado com várias opções.

A plataforma que você vai utilizar para fazer todo esse processo é o Homebroker. É por meio dele que as corretoras negociam os ativos, como as ações. No site da Ativa Investimentos, por exemplo, você pode acessar.

Escolha os tipos de ações: preferenciais e ordinárias

Preferenciais: quando a companhia distribui os lucros, o acionista com essas ações estão na lista de prioridade.  Porém, não dão ao investidor o direito de participar do conselho da empresa ou ter voto nas assembleias. Essas ações são identificadas pelos números 4,5 ou 6 no final do código de negociação. Exemplos: PETR4 (Petrobras), VALE5 (Vale) etc.

Ordinárias: A distribuição de dividendos das empresas varia de acordo com a classificação do acionista. O crescimento do capital da empresa garante retornos mais altos. Porém, são ações de maior risco ao acionista. Em caso de liquidação, os investidores são os primeiros afetados, mas têm direito a voto no conselho da empresa. São identificadas pelo número 3 no final do código de negociação. Exemplos: ABEV3 (Ambev) e VALE3 (Vale)

Como você negocia ações?

As ações são negociadas por lote padrão composto por 100 ações, ou seja, se você quer investir em uma empresa que cada ação custa R$ 20, você terá que desembolsar no mínimo R$ 2.000. Para facilitar a entrada dos pequenos investidores, existe o mercado fracionário, que permite comprar quantidades menores (de 1 a 99 ações). Para isso, é preciso incluir a letra F no final do código da plataforma, de acordo com o seguinte exemplo: ABVE3F, PETF4F.

Não existe um valor mínimo para se investir na Bolsa. Na compra e venda de ações, a liquidação e consolidação para custódia leva 3 dias úteis. O que isso quer dizer? Quando você investe em uma ação de uma empresa, você recebe de fato sua carteira após 3 dias. Isso também vale para a venda.

Você pode comprar e vender ações no mesmo dia. Essa operação chamamos de Day Trade. Há apenas movimentação financeira e não consolidação em custódia. Há recolhimento de imposto de renda de 20% sobre a valorização. O pregão abre para negociação às 9h, quando passa por um leilão dos ativos nos primeiros 15 minutos, chamado de momento de pré-abertura do mercado. É o momento em que o sistema da bolsa apenas aceita o registro de ofertas de compra e venda, mas não registra o negócio de fato. O mercado fecha às 17h.

Há opção de operação em que os investidores mantém seus papeis por alguns dias ou algumas semanas. É o caso do Swing Trade. Nessa operação, o investidor precisa saber especular usando gráficos. Nesse tipo de operação, você paga 15% de imposto de renda sobre os lucros realizados na operação.

Também é possível operar por longo prazo, ou seja, ficar no mínimo um ano com os papéis da empresa.É caso das operações Buy and Hold. Nessa operação é necessário olhar mais o fundamento de entrar na empresa e não se estão ou não em alta.

Como lucrar com ações

O investidor pode lucrar de diferentes formas.  A mais comum é por meio da aquisição em que se compra e vende por um preço mais caro, chamado ganho de capital. Também é possível ganhar com a distribuição de proventos. E há várias modalidades:

Dividendos: quando há distribuição de lucro para os acionistas da empresa. Há isenção de imposto de renda;
Juros sobre capital próprio: também é uma distibuição de lucros. Imposto de renda é retido na fonte;
Bonificação: bonifica seus acionistas com novas ações, pois a empresa tem um aumento de capital.

Quanto custa investir em ações?

Os custos para operar variam de acordo com a corretora. Na Ativa Investimentos:

  • taxa de corretagem: tarifa de negociação das ações em bolsa de valores. O custo na Ativa é de R$10  por ordem no Day Trade (demais taxas: https://www.ativainvestimentos.com.br/Investimentos/Custos/)
  • taxa de emolumentos: cobrada pela B3 e não há negociação. O custo é de 0,00325% para operações normais e 0,025% em operações Day Trade.
  • taxa de custódia: cobrada pela B3 para a guarda e a liquidação desses títulos. O valor é de R$ 9,80.

Quer entrar no mundo das ações? Então, abra sua conta na Ativa Investimentos.

Você deve gostar também
Saiba por que investir por uma corretora de valores
Investimento Seguro e Rentável: é possível ter os dois benefícios?
Bolsa de valores: quais são os setores mais aquecidos em 2017?
2 Comentários
  • Jailton
    3 03America/Sao_Paulo novembro 03America/Sao_Paulo 2018 em 20:39
    Responder

    Obrigado pela explicação do assunto!

    • ATIVA Investimentos
      22 22America/Sao_Paulo novembro 22America/Sao_Paulo 2018 em 11:42
      Responder

      Olá, Jailton, muito obrigada por acompanhar nosso blog. Estamos à disposição

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.