Perfil de investidor: conheça quais existem e descubra o seu!

O mercado financeiro apresenta uma quantidade infinita de ativos e possibilidade de investimentos inteligentes. Com o objetivo de fazer boas escolhas, é necessário entender o quanto de risco você está disposto a correr para ter determinado retorno. Uma excelente maneira de realizar essa tarefa é por meio da identificação do seu perfil de investidor.

Com esse recurso, é possível mapear quais as alternativas mais adequadas para seus objetivos. Isso significa que as escolhas de papéis para sua carteira devem estar alinhadas com as características individuais. Se você quer entender como identificar o seu perfil e encontrar as melhores opções para ele, continue a leitura e confira!

O que é o perfil do investidor?

O perfil de investidor representa uma maneira de classificar em categorias cada indivíduo que atua ou pretende atuar no mercado financeiro. Essa segmentação é feita com base no grau de risco que uma pessoa está disposta a assumir sobre suas aplicações. 

Com essa classificação, é viável definir quais os tipos de investimento que mais agradam indivíduos com características semelhantes às suas. Tal classificação é exigida pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), órgão responsável por regulamentar e sugerir as melhores práticas na Bolsa de Valores

O texto da CVM, por meio da instrução de número 539, aponta a importância das instituições financeiras fornecerem aos clientes alguma maneira de identificar qual o seu perfil e quais as melhores alternativas para ele. Por isso, essa análise no contato inicial com a corretora, por exemplo, é fundamental para definir as escolhas futuras. 

Quais são os tipos existentes?

Entender o seu perfil de investidor pode ajudar na tomada de decisões mais acertadas na alocação de seu dinheiro. De modo a auxiliar você com isso, apresentamos abaixo os principais tipos e suas características. Confira!

Quando você faz investimentos, prefere as alternativas que ofereçam menor risco em relação às que oferecem retorno maior? Então, é possível que você seja um investidor conservador. Indivíduos desse perfil tem como objetivo não perder dinheiro, apresentando maior aversão ao risco.

Conservador

Assim, uma pessoa com essas características quer preservar o patrimônio e geralmente investe em ativos de renda fixa ou que apresentam menos chances de perder e, consequentemente, menor rentabilidade. É comum que investidores iniciantes façam parte desse grupo, pois estão aprendendo sobre o mercado.

Moderado

Esse tipo de investidor não é tão avesso ao risco quanto o primeiro, mas também não tem tanta ousadia na hora de investir quanto o próximo tipo que será apresentado. Assim, uma pessoa que tem esse perfil vai prezar pela segurança, mas tem uma pequena disposição a investir em ativos um pouco mais arriscados para obter retornos mais altos.

Em geral, esse investidor tem um nível de conhecimento sobre o mercado financeiro um pouco melhor, o que pode ajudar na hora de estabelecer estratégias de diversificação de carteira que possibilitem aumentar o retorno de suas aplicações.

Agressivo

Esse perfil tem mais ousadia na hora de investir e, portanto, está mais disposto a assumir riscos maiores para obter retornos elevados. Pessoas com essas características, em geral, já têm um bom conhecimento de mercado e conseguem controlar as emoções em flutuações da Bolsa de Valores, o que permite otimizar os resultados.

Ou seja, caso eventuais perdas aconteçam, tal investidor sabe como lidar com a situação e encontrar alternativas para recuperar seus recursos, otimizando a rentabilidade da carteira de investimento.

Como descobrir o meu perfil?

Existem algumas dicas que podem ajudar você a entender qual é o seu perfil de investidor. Assim, será possível efetuar escolhas mais adequadas na hora de fazer aportes e otimizar sua carteira de acordo com essas características. Confira.

Tenha autoconhecimento

O primeiro ponto importante para descobrir qual é o seu perfil de investidor é o autoconhecimento. Ou seja, você deve saber quais são suas ambições em diferentes períodos e se correr riscos pode acabar com a sua noite de sono.

A partir de situações como essa, você entende que grau de risco aceita correr e, consequentemente, consegue definir quais são os ativos ideais para compor sua carteira de acordo com o perfil de investidor e orçamento.

Conheça o mercado

Quanto maior o conhecimento que você tem do mercado financeiro, mais fácil é compreender qual é o grau de risco que vale a pena correr. Assim, caso esteja iniciando agora, a dica é: seja mais conservador.

Com o aprendizado obtido com as aplicações, você consegue adequar suas estratégias e vai diversificando sua carteira de forma tranquila, otimizando a rentabilidade. Além disso, contar com a ajuda de profissionais de mercado pode ser interessante para fazer suas alocações.

Entenda os seus objetivos

Ter objetivos bem definidos é importante para saber como estabelecer a melhor estratégia e investir de maneira a alcançar suas metas. Por exemplo, se você quer ganhos mais expressivos, é necessário correr riscos maiores.

Agora, se seu objetivo é a manutenção do patrimônio, os ativos mais seguros, como o Tesouro Direto ou outras alternativas de renda fixa, são boas opções.

Quais tipos de investimento são indicados para cada perfil?

Grande parte dos investidores apresenta um alto grau de aversão ao risco. Isso significa que o perfil conservador é um dos mais populares entre os atuantes do mercado financeiro. Para indivíduos com essa característica, as aplicações em renda fixa representam a opção mais vantajosa.

Elementos como os CDBs, títulos públicos e fundo de renda fixa, por exemplo, são algumas das opções recomendadas para tais investidores. Já para quem atua com base em um perfil moderado, é possível incorporar opções mais agressivas em relação aos conservadores.

Para esse grupo, é indicado uma carteira equilibrada entre ativos de renda fixa — responsáveis por entregar certa segurança à operação — e de renda variável para elevar a rentabilidade obtida.

Já os investidores agressivos permanecem na ponta extrema da propensão ao risco. Isso significa que elementos como ações, opções, derivativos, fundos de ações e outros ativos de renda variável atendem bem aos objetivos desses indivíduos.

Viu como é importante identificar o seu perfil de investidor? Além de melhorar as suas escolhas durante a montagem da carteira, seguir dentro da sua categoria permite ganhar tranquilidade durante o desenrolar de cada operação. Desse modo, você conta com mais segurança sobre as aquisições de investimentos. 

Que tal aprender um pouco mais sobre investir? Então assine agora mesmo a nossa newsletter e tenha acesso a um conteúdo incrível diretamente no seu e-mail!

Receba conteúdos exclusivos no seu e-mail

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.