Como economizar dinheiro? Confira 4 estratégias

Todas as pessoas que construíram grandes fortunas entenderam uma verdade sobre finanças: o que importa não é quanto você ganha, mas quanto você é capaz de poupar. Porém, para quem ainda apenas sonha em transformar suas condições financeiras, como é possível economizar dinheiro diante de tantas demandas da vida e da inflação?

Existem estratégias que ajudam qualquer pessoa dedicada a poupar e o passo mais importante, apesar de ser extremamente simples, é o que requer máxima disposição mental. Para saber qual é, continue a leitura!

Neste artigo, você vai descobrir por que é importante economizar parte da sua renda e quais são as 4 estratégias que você deve aplicar imediatamente para desenvolver uma nova relação com suas finanças. Confira!

Por que é importante economizar dinheiro?

A única maneira de construir riqueza individual se dá pela gestão boa de fluxos econômicos. Isso significa ter consciência do que entra, do que sai e principalmente do que fica em caixa. Contudo, o paradigma da maior parte da população consiste em encontrar as melhores e mais prazerosas fontes de consumo. 

Logo, não importa qual seja a renda de uma pessoa com essa mentalidade, ela sempre encontra uma maneira de consumir tudo o que ganha — isso quando não gasta ainda mais, contraindo dívidas e se envolvendo em complicações financeiras. Prova disso é o aumento do nível de endividamento entre os brasileiros, que em 2021 alcançou 70% das famílias, segundo pesquisas

Por outro lado, é possível satisfazer todas as necessidades básicas, além de muitos prazeres simples, sem comprometer a renda. Isso cria, entre outras coisas, oportunidades de investimento, o que inclusive eleva o padrão de vida, permitindo o desfrute constante e crescente de um patrimônio cada vez maior.

Como a inteligência financeira influencia nesse aspecto?

Eis a lição mais importante que, apesar de extraordinariamente simples, custa total empenho mental: desenvolver a inteligência financeira. Em outras palavras, seja para economizar ou para multiplicar dinheiro, é preciso pensar de maneira coerente.

Portanto, se você realmente deseja transformar as suas finanças, deve começar pelas suas crenças e convicções. Acredite, não há nada mais determinante para uma vida de escassez ou abundância financeira do que os pensamentos que sua mente produz!

Uma vez que você tenha identificado o que realmente acredita sobre dinheiro, tudo o que você precisa fazer é ressignificar essas convicções, caso não sejam positivas. Só assim os exercícios práticos que você vai aprender vão surtir um efeito duradouro em sua vida.

Como economizar dinheiro em 4 passos simples?

Agora você vai conhecer os 4 passos mais importantes para desenvolver uma nova relação com suas finanças, descobrir como economizar dinheiro e transformar definitivamente sua vida financeira. Anote essas dicas. Os resultados falarão por si próprios!

1. Assuma um compromisso consigo mesmo

Você entendeu que sua saúde financeira começa na dimensão dos pensamentos. Então, o primeiro passo que você deve tomar para começar a economizar dinheiro e transformar a ordem das suas finanças é escolher os pensamentos mais adequados e estimulantes para isso.

Assuma total responsabilidade sobre seu futuro econômico, independentemente do que aconteça, e se convença de que essa atitude é suficiente para provocar uma revolução na sua estrutura pessoal. Comprometa-se e nunca mais permita que vontades aleatórias orientem suas decisões. Cuidado com os impulsos e tenha a cabeça no lugar!

2. Elabore um planejamento pessoal

Após assumir seriamente o compromisso com uma nova postura sobre o dinheiro, a clareza e o direcionamento serão os maiores motores do sucesso em qualquer área da sua vida. Logo, é fundamental elaborar um planejamento pessoal para que você tenha ampla visão dos seus limites e objetivos.

Se você deseja economizar mais, é preciso saber quais são seus hábitos de consumo. E a melhor maneira de descobrir é por meio de um orçamento bem desenhado. Dessa forma, você identifica quais são as despesas necessárias e as despesas “desnecessárias”, que você pode — e deve — eliminar. 

Por isso, seu planejamento pessoal deve começar com a relação de todas as suas receitas e despesas, apurando, se possível, os últimos 3 meses. Separe os valores por categoria e projete os meses seguintes considerando:

3. Crie fontes de renda

Como você viu, é possível viver tranquilamente sem comprometer toda sua renda. No entanto, se você encontra dificuldades para arcar com as necessidades mais básicas, como moradia, alimentação, transporte etc., sua prioridade deve ser encontrar novos meios de ganhar mais dinheiro.

Lembre-se do compromisso que você fez consigo mesmo sobre uma atitude mental coerente. Assuma a responsabilidade, mantenha a disciplina e descubra maneiras de contribuir com a sociedade, e a contrapartida financeira virá como consequência.

Isso também vale para você que já tem uma estrutura econômica confortável e quer elevar seus padrões. Com o planejamento que você aprendeu a desenhar, novas fontes de renda vão permitir maiores níveis de poupança, ampliando seu horizonte de oportunidades.

4. Aprenda a usar o crédito

Em um primeiro momento, a melhor recomendação é que se evite comprar a prazo. A noção do crédito camufla sua real condição econômica, criando a ilusão de que você tem estrutura para assumir compromissos financeiros, quando na verdade você está comprometendo sua renda futura.

No entanto, como você aprendeu a gerenciar suas finanças a partir de um planejamento sólido, o importante é saber incluir prestações de cartões e empréstimos em seu orçamento de maneira estratégica.

Para isso, você deve abolir o desejo de gastar sem poder, como geralmente as pessoas fazem antes de perderem o controle. Ou seja, o ideal é usar o crédito apenas se você tiver recursos para comprar à vista. Mas então por que usar o crédito?

O objetivo é alimentar fluxos e aproveitar as vantagens de movimentar dinheiro, preservando suas reservas para o caso de precisar cobrir essas despesas a prazo. Assim, você acumula milhas, pontos, cashback e outros benefícios que bancos e instituições oferecem como estímulo ao crédito.

Siga esses passos com dedicação, pois apenas o exercício dessas lições pode provar sua eficácia e transformar os padrões da sua vida.

Gostou deste conteúdo? Com certeza você conhece outras pessoas que também podem aprender muito com essas informações. Que tal contribuir com a educação financeira delas? Compartilhe este artigo com seus amigos e nas suas redes sociais!

Para impulsionar os seus investimentos, assine nossa newsletter para mais conteúdos exclusivos

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.