Família endividada: saiba como lidar com esse problema!

Um dos problemas mais comuns no dia a dia do brasileiro é ficar com a família endividada. Essa situação pode causar diversas dificuldades que causam brigas, estresse e desgaste emocional que afeta todos os membros. Por isso, encontrar meios de saldar o valor devido e sair do vermelho, é fundamental para ter uma vida tranquila e saudável.

Para lidar com esse tipo de cenário, é importante reunir todos os integrantes para discutir quais as melhores alternativas e definir alguns sacrifícios temporários até que tudo volte ao normal. Se você está passando por uma situação parecida, não se preocupe, a maioria das pessoas já passou por algo parecido. Então, continue a leitura e veja quais as melhores alternativas para deixar suas contas em ordem!

O que causa o endividamento das famílias?

Conforme dados da Confederação Nacional do Comércio (CNC) apresentados pela CNN, mostram que o endividamento das famílias brasileiras atingiu uma média de 70,9% em 2021. Ao comparar esse valor com o ano anterior, é possível verificar um aumento acima dos quatro pontos percentuais. Enquanto isso, a inadimplência, ou seja, a situação contas em atraso, atinge aproximadamente 25,2% das famílias declararam se enquadrar nessa categoria.

Tais dados representam a dificuldade das famílias brasileiras em deixar as contas em dia e custear as despesas realizadas ao longo do mês. Diversos fatores contribuíram para a piora dos indicadores, sendo a situação econômica e a recessão causada pela Covid-19 as principais causas de problemas dessa natureza.

O uso indiscriminado do crédito e a compra de bens supérfluos também contribuem para que haja um acúmulo de dívidas que se tornam impagáveis ao longo do tempo.

Como uma família endividada pode se recuperar?

Existem vários passos que podem facilitar a vida de quem está endividado e, consequentemente, recuperar uma boa saúde financeira. Ao segui-los sua situação fica mais simples e a sua conta permanece no azul. Continue a leitura e veja dicas essenciais para sair das dívidas.

Definir prioridades

Ter quais são suas prioridades bem definidas é um ponto importante para sair das dívidas. Assim, você se organiza e trabalha com foco nesse objetivo. Por exemplo, se sua prioridade é ter uma vida financeira mais saudável e tranquila, vale deixar isso claro em sua mente e definir formas para chegar até tal meta.

Por exemplo, pode-se organizar as contas, entender quanto você tem de dívidas e estipular o que será pago mensalmente para conquistar uma posição mais saudável em relação ao dinheiro. Com isso em mente, fica mais fácil adequar o orçamento.

Além do mais, você pode estabelecer prioridades de curto, médio e longo prazo. Assim, conforme sua situação evolui, você vai ajustando seu comportamento e incorporando opções de investimento e de orçamento a fim de gerar ainda mais qualidade de vida.

Cortar gastos supérfluos

Sabe quando você vai ao mercado e acaba comprando vários itens que eram desnecessários? Ou então, quando faz aquele passeio online e vê uma peça de roupa encantadora, mas que você nunca vai usar?

Caso você não controle os seus instintos consumistas, isso pode gerar um grau de endividamento ainda maior e, consequentemente, prejudicar seus planos de sair das dívidas e conseguir maior tranquilidade financeira.

Portanto, atente aos momentos de impulso e corte gastos supérfluos que podem liquidar o seu orçamento. Tenha sempre em mente os seus objetivos e como cumpri-los pode gerar uma situação financeira saudável e confortável.

Ter disciplina

De nada adianta traçar planos e metas e não ter disciplina para concretizá-los. Por exemplo, se você deseja sair das dívidas, aumentar o seu capital e investir para ter uma aposentadoria mais tranquila, se não tiver autocontrole e disciplina, isso pode sair da sua realidade.

Ao contar com disciplina financeira e saber como conter os impulsos, você evita entrar em novas dívidas que podem consumir ainda mais os seus recursos, proporcionando uma situação ainda mais difícil.

Dessa forma, vale a pena focar em suas metas e compreender que, com o passar do tempo tudo vai ficar melhor. Assim, você consegue ter mais disciplina para superar os desafios e sair das dívidas.

Buscar novas fontes de renda

Ter mais de uma fonte de renda é importante para evitar que situações difíceis e inesperadas possam prejudicar o seu financeiro. Além do mais, com uma maior entrada de recursos fica mais simples sair das dívidas e conseguir melhorar esse aspecto de sua vida.

Para isso, existem várias alternativas que podem ser adotadas. Por exemplo, é possível trabalhar como representante de vendas de alguma marca, buscar por oportunidades na internet para trabalhar como freelancer, ou então aproveitar habilidades próprias para vender ou prestar algum serviço.

Dessa forma, você aumenta a entrada de dinheiro e consegue acelerar os seus planos para sair das dívidas e conseguir uma situação de vida mais confortável e satisfatória. Além disso, vale a pena investir em educação financeira para aprender mais sobre como gerir seus recursos.

Como evitar a criação de dívidas no futuro?

Existem diversos cuidados que você pode colocar em prática para proteger suas finanças, mesmo que a situação econômica e o cenário mundial não sejam favoráveis. O primeiro cuidado se refere à sua educação financeira. Entender quais os tipos de crédito mais caros, como montar um orçamento e quais as melhores formas de mapear seus custos, por exemplo, é fundamental para ter uma boa relação com seu próprio dinheiro. 

Como a internet possibilitou o compartilhamento de conteúdos online, você pode recorrer a diversos canais digitais para aprender mais sobre finanças. Sites, blogs, podcasts e páginas de especialistas são ótimas formas para aprender de um modo barato e simples. 

Também vale utilizar ferramentas como planilhas de orçamento, aplicativos específicos para o controle financeiro, sites para comparar preços e demais recursos que ajudam a otimizar sua renda.

Por meio das nossas dicas é possível que uma família endividada consiga sair dessa situação e, ainda melhor, alcance independência e tranquilidade financeira. Além do mais, continuar aprendendo sobre como gerir os recursos e investir pode ser uma boa saída para alcançar posições ainda mais confortáveis.

Se você quer continuar aprendendo sobre educação financeira, não deixe de curtir nossa página no Facebook e atentar as novidades!

Receba conteúdos exclusivos no seu e-mail

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.