Saiba quais são os investimentos que têm garantia do FGC

Se você tem pesquisado diferentes alternativas para investir seu dinheiro, já deve ter ouvido falar sobre a garantia do FGC. Esse é um dos pontos positivos mais destacados de certos investimentos que desejam garantir segurança aos seus investidores. Essa é uma qualidade importante para quem faz investimentos pensando na aposentadoria.

Talvez você não saiba exatamente o que é essa tal garantia do FGC e nem mesmo quais aplicações ela tem. No entanto, há algo que podemos dizer com certeza: você já conta, hoje, com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos.

Não sabia? Ficou curioso em saber mais? Então, siga com a leitura para entender o que é FGC, como essa garantia funciona, quais investimentos a incluem e mais. Com esta leitura, você poderá decidir melhor onde investir o seu dinheiro, adequando sua carteira ao seu perfil de investidor.

O que é o FGC e como funciona a sua garantia?

FGC é uma sigla para Fundo Garantidor de Créditos. É uma associação civil brasileira sem fins lucrativos criada em 1995 com o objetivo de oferecer maior estabilidade ao sistema financeiro brasileiro.

O que o FGC faz é bem simples de entender. Basicamente, todo banco no Brasil precisa depositar uma pequena porcentagem das suas movimentações financeiras na conta do Fundo.

Esse dinheiro, então, fica guardado para ser usado caso algum banco brasileiro entre em falência e não consiga cumprir com os seus compromissos.

A ideia é que o FGC possa ser vantajoso ao constituir uma rede de segurança para os pequenos investidores. Ou seja, para pessoas que têm trabalhos, salários e não podem se dar ao luxo de arriscar todas as suas economias no mercado financeiro.

Como não há investimento 100% seguro (nenhum é!), a garantia oferecida pelo FGC é uma camada extra de segurança para aplicações destinadas a pequenos investidores. Caso algo dê erradoé possível recuperar o dinheiro investido.

Isso permite às pessoas colocar o patrimônio no mercado financeiro, ganhando rentabilidade. Os bancos, por sua vez, gerenciam maiores valores e podem realizar operações mais vantajosas. Na prática, todos ganham com a presença da garantia do FGC.

Em termos mais práticos, a garantia do FGC funciona como um reembolso que é pago ao investidor sempre que for necessário.

Há um pequeno processo burocrático entre o pedido de reembolso e o pagamento feito pelo Fundo, mas isso costuma ser rápido. Levando os casos anteriores em consideração, o tempo médio para o FGC pagar os investidores é de três meses.

Existe valor máximo garantido pelo FGC?

Apesar de muito ampla, a garantia do FGC não é onipotente. Portanto, existe um limite máximo que é garantido pela entidade. Segundo as regras do Fundo, modificadas em 2017, o limite da garantia oferecida é de R$ 250 mil por CPF e banco emissor, mesmo que seja conjunta.

Por exemplo: caso você tenha uma conta conjunta com um cônjuge e tenha investido R$ 280 mil, o FGC cobriria apenas R$ 250 mil desse valor.

Além disso, existe um limite pessoal de R$ 1 milhão durante 4 anos por cada CPF ou CNPJ. Ou seja, durante um período de 4 anos, o máximo que você pode receber de reembolso acumulado do FGC é R$ 1 milhão.

Qualquer outro valor acima disso fica sem a proteção do Fundo Garantidor de Créditos. No entanto, já é raro que um banco precise do resgate do FGC. É ainda mais raro que mais de um precise do apoio em um intervalo tão pequeno de tempo.

Quais são os investimentos que têm garantia do FGC no Brasil?

Agora que já entendemos o que é a garantia do FGC e como ela funciona, é hora de falarmos sobre quais aplicações financeiras contam com essa camada de segurança.

Todos os investimentos protegidos pelo Fundo Garantidor de Créditos são de Renda Fixa. No entanto, há uma ausência notável no grupo.

Veja a seguir uma lista com todos os investimentos protegidos pelo FGC.

Conta-corrente e Poupança

Você se lembra do que dissemos no começo do artigo? Que você poderia até não saber o que é o FGC, mas estava protegido por ele nesse momento? Então, se você tem conta em banco e algum dinheiro nela, já usufrui da garantia do Fundo.

Isso porque todos os depósitos em Conta-Corrente (mesmo não rendendo juros) ou Conta Poupança contam com a proteção do FGC nos termos citados anteriormente.

CDB e RDB

Os Certificados de Depósito Bancário (CDB) e Recibos de Depósito Bancário (RDB) também têm garantia do Fundo Garantidor de Créditos. Essa proteção os tornam mais atraentes para o pequeno investidor.

Isso é especialmente válido para o CDB, que é uma das aplicações de Renda Fixa mais comuns do mercado financeiro.

LCI e LCA

As Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) e Letras de Crédito Imobiliário (LCI) são outras aplicações de Renda Fixa que também são protegidas pela garantia do FGC.

Vale lembrar que esse é mais um argumento interessante para as aplicações, uma vez que elas já contam com isenção no Imposto de Renda (IR).

LC

LC significa Letra de Câmbio (LC). Aqui o investidor empresta dinheiro a uma instituição financeira e recebe o valor corrigido com juros após determinado tempo. Geralmente ele é atrelado ao CDI, IPCA ou uma combinação de ambos. Por exemplo, ele rende 115% do CDI e mais 5% do IPCA.

Ao contrário de investimentos como LCA e LCI, há a incidência do IR. No entanto, quanto maior for o prazo de investimento, menor será a alíquota do IR e maior a rentabilidade.

LH

LHs são Letras Hipotecárias — também chamadas de Título de Crédito Hipotecário —, sendo títulos atrelados a créditos imobiliários. Elas podem ser emitidas por instituições financeiras como bancos, sociedade de crédito imobiliário, companhias hipotecárias, associações de poupança e empréstimo.

Geralmente a aplicação é de médio ou longo prazo. Quanto à remuneração, ela pode ser pré-fixada ou pós-fixada por diferentes indicadores, como a Taxa Referencial (TR), INPC ou IGP-M.

Outros investimentos

Além das aplicações já citadas, ainda existem outras um pouco menos comuns que também são protegidas pelo FGC. Algumas delas são:

  • Letras Imobiliárias (LI);
  • Operações Compromissadas que tenham como objetos títulos após 8 de março de 2012 por empresa ligada.

Quais são os investimentos sem garantia no país?

Você provavelmente notou que todas as aplicações citadas na lista acima são de Renda Fixa. Isso acontece porque a maioria das pessoas que buscam Renda Fixa desejam maximizar sua segurança.

Mas existem outros investimentos que são considerados tanto de Renda Fixa como Variável que não têm FGC. Isso não significa que são investimentos piores que aqueles que contam com proteção FGC. Essas alternativas têm suas próprias vantagens e garantias.

Tesouro Direto

No entanto, deve ter notado a ausência de certo tesouro entre os protegidos. Isso mesmo: o Tesouro Direto não conta com proteção do Fundo Garantidor de Créditos. Isso acontece porque o FGC existe para cobrir os investimentos feitos em instituições privadas.

Afinal, a entidade é uma associação civil (e não governamental) cujos fundos são oriundos dos depósitos feitos por seus membros. No entanto, isso não significa que os títulos públicos tenham menos proteção e, por isso, talvez seja a hora de fazer o resgate do Tesouro Direto.

Na verdade, o Tesouro Direto é provavelmente a aplicação financeira mais segura de todas, uma vez que a sua garantia é o Tesouro Nacional. Somente em cenários altamente improváveis (envolvendo a queda do Estado, por exemplo) é que o Tesouro Nacional seria incapaz de pagar pelos títulos.

Debêntures

Outra aplicação de Renda Fixa fora da lista são as debêntures. Elas não são protegidas pelo FGC, pois são emitidas por empresas, e não bancos. Ou seja, não fazem parte do Fundo.

CRI

O Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRIs) é um título de renda fixa que representa a promessa de pagamento futuro para imóveis. Como compensação para o dinheiro emprestado, o investidor recebe o valor com juros e correção monetária. O rendimento, o prazo e outros detalhes são combinados no momento da compra do título.

Basicamente, CRIs são partes de dívidas que podem ser adquiridas por investidores. Eles funcionam de forma parecida ao LCI, pois é destinado a financiar transações do mercado imobiliário.

CRA

Os CRAs são Certificados de Recebíveis do Agronegócio. Eles são bastante parecidos com o CRI, a diferença está no fato de que ele é ligado ao setor de agronegócio.

Isso significa que é um título de renda fixa que representa a promessa de pagamento referente a projetos do agronegócio. Um CRA pode ser usado para investimento em maquinário, aumento de comercialização ou industrialização de produtos, por exemplo.

Tanto o CRI como o CRA podem ter seus rendimentos prefixados, pós-fixados e híbridos. Esses são investimentos voltados para quem já investe no mercado há mais tempo. Também são direcionados para aqueles que pretendem aplicar valores mais altos.

LIG

A Letra Imobiliária Garantida (LIG) é um título baseado em créditos imobiliários. Eles podem ser emitidos por caixas econômicas, instituições financeiras, sociedades de investimento, crédito e financiamento etc. Ela foi criada com o intuito de fomentar o mercado imobiliário no país e é isenta de IR.

Apesar de não ter FGC, ele conta com uma garantia dupla. Se a instituição que o emitiu falir, os títulos são pagos com liquidação do patrimônio da entidade. Além disso, a LIG pode ser paga com um pool de créditos imobiliários independentes.

Fundos de Investimentos

Além disso, vale mencionar que os cotistas de Fundos de Investimento, como Fundos Multimercados, Imobiliários e outros, não contam com proteção do FGC. Embora as aplicações do Fundo em si tenham essa proteção.

Isto é, o seu dinheiro investido em uma cota do Fundo não está garantido. Mas o patrimônio que o Fundo investiu em CDBs, LCIs ou LCAs conta com a proteção normal do FGC.

Isso é tudo que há para saber sobre a garantia do FGC. Foi muita coisa para aprender, mas agora você já pode realizar investimentos de maneira mais segura e tomar as melhores decisões.

Decidiu se vai optar por investimentos protegidos pelo FGC ou aqueles que não têm essa garantia, mas contam com outras vantagens? Se você quer conhecer ainda mais sobre investimentos, entre em contato com a gente da Ativa Investimentos! Nossos experts o ajudarão a cuidar do seu patrimônio!

Powered by Rock Convert

Invista com a gente!

É prático, rápido, seguro e não tem custo. Você pode acessar sua conta de onde quiser e ainda ter vantagens exclusivas.

ABRA SUA CONTA
Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

2 Comentários

  1. Vocês não citaram oa Previdência, tal como o BrasilPrev.
    Por favor, me esclareça!

    1. Olá Lia, tudo bem? Os investimentos garantidos pelo FGC são apenas as Rendas Fixas como CDB, LCI, LCA e afins. As previdências privadas são rentabilizadas por Fundos de Investimentos e esse produto não se enquadra no critério de proteção do FGC. Espero ter ajudado 🙂

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.