Carteira recomendada de investimento: você sabe o que é?

Você começou a investir e ouviu falar da importância de ter uma carteira recomendada de investimento, mas ficou na dúvida do que ela significa e para o que serve? Carteira recomendada de investimentos nada mais é que um conjunto de aplicações ou cesta de portfólios que alia seu perfil de investidor a seus objetivos. A intenção é fazer você alcançar o máximo de rentabilidade possível. Ela pode ser composta por vários investimentos diferentes como fundos de investimento, renda fixa, ações, entre outros ativos.

Antes de montar o seu portfólio, é importante conhecer seu perfil de investidor, se é conservador, moderado ou agressivo, já que vai determinar o risco que está disposto a assumir e a capacidade de tomar risco. Para entender melhor o assunto, continue a leitura a seguir!

O que é uma carteira recomendada e como funciona?

A carteira recomendada de investimentos é um conjunto de ativos selecionados por um especialista da área. De forma geral, são acompanhadas com relatórios para justificar os motivos de aqueles produtos serem bons. Assim, os investidores podem escolher se aquelas aplicações são boas ou não para atenderem os objetivos desejados.

Para quem não tem experiência em investimentos, ela pode ser muito útil, pois os analistas que montam o portfólio têm total capacidade técnica. Além disso, o investidor tem acesso a informações didáticas da parte técnica do porquê tais ativos terem sido escolhidos.

Para que o investidor possa ter uma carteira ideal de investimento recomendada, ele precisa saber seu perfil de investidor. Assim, será possível ter aplicações mais compatíveis com seus objetivos. Por exemplo, se você for conservador, será necessário ter sua carteira composta com produtos mais seguros, tais como tesouro direto, renda fixa e outros. Se for agressivo, poderá ter acesso a ativos de renda variável etc. Além disso, é importante ter em mente a necessidade de liquidez, o prazo de investimento selecionado e a rentabilidade.

Quais são os tipos de carteiras recomendadas?

Como podemos observar, a diversificação é uma marca sempre presente nas carteiras de investimento recomendadas. É exatamente por isso que a rentabilidade dessas carteiras costuma chamar muito a atenção dos investidores. No entanto, existem diversas opções no mercado, cabendo ao interessado escolher aquela que melhor se enquadra em seu perfil e objetivos. Confira a seguir quais as principais carteiras existentes.

1. Carteira recomendada de ações

Seja por investidores mais experientes ou iniciantes, o interesse pelo mercado de ações e outros ativos negociados na B3 vem crescendo ano após ano. Talvez por esse mesmo motivo, as carteiras recomendadas de ações sejam as mais populares e conhecidas atualmente. Tais carteiras apresentam uma lista com os melhores ativos de um período, que são selecionados seguindo critérios rigorosos de análise pelos especialistas como a análise fundamentalista e técnica.

A análise técnica se dedica em observar o comportamento dos preços dos ativos ao longo do tempo, permitindo conhecer se a sua trajetória é de valorização ou desvalorização. Já a análise fundametalista observa justamente os fundamentos que sustentam a empresa, ou seja a sua saúde financeira, capacidade de crescimento, gestão, além de outros aspectos de ordem setorial e macroeconômica.

2. Carteira recomendada de dividendos

As carteiras de dividendos são ideais para os investidores em busca de rendimentos constantes. O pagamento de parte dos lucros das empresas sob a forma de dividendos atrai investidores interessados em multiplicar o seu capital no longo prazo, construir renda passiva (renda que não provém do esforço físico direto) ou aposentadoria. O foco desse tipo de carteira são as empresas que são boas pagadoras de dividendos, capazes de gerar um fluxo de caixa positivo e não tanto a valorização das ações.

3. Carteira recomendada de small caps

As carteiras small caps também são um tipo de recomendação muito conhecida. Porém, diferente das carteiras de ações tradicionais, o foco principal dessa categoria são as ações de empresas menores, de atuação mais recente no mercado, mas que apresentam um grande potencial de crescimento e valorização. Dessa forma, apesar de apresentarem um risco maior do que as ações das grandes companhias tradicionais, o retorno que esses ativos podem gerar compensam a empreitada.

4. Recomendação de Fundos Imobiliários

Uma seleção de Fundos de Investimentos Imobiliários (FII) apresenta uma lista com os melhores fundos do mercado. Tais fundos têm um grande potencial de valorização devido à própria natureza da sua atividade, ou seja, o investimento em imóveis como lajes corporativas, shoppings e galpões logísticos. Além da perspectiva positiva de valorização, os fundos imobiliários também oferecem pagamentos recorrentes provenientes do recebimento de aluguéis, gerando caixa ao investidor.

Quais são as vantagens das carteiras recomendadas de ativos?

Até aqui talvez você já se sinta interessado em acompanhar uma carteira recomendada de investimento. Afinal, tais relatórios podem oferecer diversas vantagens ao investidor. Confira algumas em destaque a seguir.

1. Redução do risco de tomar decisões erradas

Uma carteira recomendada de investimento representa uma alternativa de menor risco para os investidores interessados em ativos de maior volatilidade, porém que não possuem o tempo ou conhecimento necessários para filtrar os melhores ativos por si mesmos. Assim, ao contar com as escolhas de profissionais altamente gabaritados, os investidores têm uma chance maior de atingir bons resultados e ainda aproveitar outras oportunidades que surgirem no caminho.

2. Avaliação de ativos com respaldo profissional

Aqueles investidores que, porventura, ainda não dominem as ferramentas de análise técnica ou fundamentalista ou que não possuam tempo suficiente para utilizá-las podem sentir mais segurança em suas decisões ao contar com a expertise de profissionais analistas. Assim, as decisões de investimento se tornam mais embasadas e com maior potencial de sucesso.

3. Monitoramento constante da carteira

Os analistas monitoram os ativos da carteira recomendada de maneira contínua, com o objetivo de manter boas rentabilidades no longo prazo. Assim, ele faz ajustes sempre que necessário, adicionando novas oportunidades e removendo da categoria outros ativos de baixo desempenho.

Como montar uma carteira de ações?

Há vários tipos de carteiras recomendadas com produtos diferentes como fundos, renda fixa, fundos imobiliários e ações. Hoje, na bolsa de valores, há mais de 400 papéis. Para montar uma carteira recomendada de ações, por exemplo, a Ativa Investimentos conta com uma equipe de Research, com profissionais especializados em escolher os ativos que poderão ter melhor performance.

As mais comuns são as carteiras semanais e as mensais, em que as corretoras sugerem ativos para a semana ou para o mês, respectivamente. Na semana (focada para o curto prazo), o investimento deve ser feito no início da semana e a segunda no início do mês, e encerrado no final. Caso ocorra alguma mudança, os analistas sugerem substituições de determinada ação ou alteração de posição. O Research da Ativa Investimentos também elabora carteiras para quem quer investir visando o longo prazo. Saiba mais:

  • Strategy: é composta por ações com grande potencial de crescimento a longo prazo, com a finalidade de superar o Ibovespa;
  • Dividendos: formada a partir de ativos que possuem distribuição consistente de dividendos;
  • Valor: formada por cinco ações que a Ativa acredita que terão o melhor desempenho a curto prazo;
  • ESG: ações com alto padrão de sustentabilidade empresarial, governança corporativa e engajamento socioambiental.
  • Fundos imobiliários: carteira composta por fundos imobiliários para investidores que visam entrar neste mercado.

Ao longo do artigo, podemos observar que as carteiras recomendadas de investimentos são ótimas opções para o investidor ter como referência ao montar a sua própria cesta de ativos. Entre as principais vantagens dessas carteiras está a segurança e a possibilidade de investir em ações com maior potencial de crescimento selecionadas por profissionais.

Gostou do artigo? Então, aproveite para compartilhar a sua opinião e experiência com o tema nos comentários logo abaixo e, assim, enriqueça ainda mais esse material com a sua contribuição.

Para impulsionar os seus investimentos, assine nossa newsletter para mais conteúdos exclusivos

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

4 Comentários

  1. Olá Diogo, obrigada por acompanhar nosso blog!

  2. Olá, Diogo! Que bom que gostou do artigo. Continue acompanhando nosso blog.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.